[RESENHA] Lonely Hearts Club

4/29/2012 Carol Oliveira 1 COMENTÁRIOS

Olá pessoal, hoje trago para vocês o livro Lonely Hearts Club. A história por trás do por que eu resolvi ler este livro é um pouco engraçada, por assim dizer. Bom, eu o ganhei em uma promoção, na hora de escolher os livros, fiquei meio em dúvida e acabei optando por ele. Não me arrependo. Na época em que o ganhei, estava um pouco revoltada com algumas coisas e o título do livro meio que me chamou atenção. Repararam que estou bem “no meio” com relação ao livro, né? Kkk Continuando, o livro é bem interessante. Vamos lá.


Lonely Hearts Club, conta a história de Penny Lane Bloom uma adolescente que ao contrario de muitas outras, não é revoltada com seus pais por causa do seu nome, dado em homenagem aos Beatles. Estes por sinal que fazem constantemente parte da vida dela. Penny estuda desde sempre no colégio McKinley, logo conhecia todos, dos mais descolados aos excluídos. Mas ela era aquela garota que falava com todos eles, diferente de muitos outros livros onde a protagonista é a rejeitada, forever alone... 

Voltando, O livro não começa de cara com a escola de Penny Lane, começa nas férias de verão, quando uma família amiga da sua sempre vai para sua casa. Os Taylor tinham um filho, Nate, por quem Penny era apaixonada e eles meio que eram namorados, até aquele verão. O verão onde tudo começa. Ao chegar a casa, Penny sabia que Nate estaria sozinho a sua espera, e assim ela imaginava a sua primeira vez. Só que não é assim que as coisas acontecem. Após ver todos os seus planos para um verão perfeito se desmoronarem diante de seus olhos Penny decide que esta farta de garotos, e que eles não merecem o sofrimento das garotas, seu sofrimento.

Eu, Penny Lane Bloom, juro solenemente nunca mais namorar enquanto viver.
Tudo bem, talvez eu reconsidere essa decisão em dez anos, ou algo assim, quando não estiver mais morando em Parkview, Ilinois, nem frequentando a escola McKunley, mas por hora, não quero mais saber de garotos. São todos a escória da humanidade, mentirosos e traidores.
Sim, todos eles. A essência do mal.Claro que alguns parecem ser legais, mas, assim que conseguem o que querem, dão o fora em você e partem para o próximo alvo.
Então, cansei.
Chega de namorar.Fim.

E é assim que ela cria o clube, com uma única regra e um único membro. No início das aulas, algo impossível acontece. Diane Monroe, a típica líder de torcida e namorada do cara mais popular da escola, Ryan Bauer, volta a notar a existência de Penny. Após contar que terminou com Ryan, Penny entende o porquê de Diane ter voltado a falar com ela e depois de pedir desculpas e desabafar com Penny, as duas voltam a ser amigas e assim o clube começa a ganhar mais seguidoras. Tracy, melhor amiga de Penny, não fica muito contente com esta ideia, muito menos com Diane voltando ao seu circulo de amigos. Com o termino de Diane e Ryan, todos na escola ficam atentos ao comportamento de Ryan, até Todd Chesney, seu melhor amigo e também amigo de Penny, que sempre fica tentando suas investidas nela... O que Penny não imaginava era que seu clube iria conseguir ir em frente e muito menos que as escolhas que faz teriam consequências tão grandes.


O livro é bem divertido e a linguagem é muito rápida e prática. Como Lonely Hearts Club, Penny Lane entre outras são nomes de canções dos Beatles, e a personagem também é bem ligada a eles, o livro conta com vários trechos de músicas e citações de letras. Recomendo Lonely Hearts Club, para quem procura por livros de romance, e também para aquelas meninas que estão passando por momentos difíceis, vai parecer que o livro é de auto ajuda, mas ele não é. Como disse, ele é divertido, e antes da metade do livro você já consegue entender o que vai acontecer a seguir. E essa que é a parte legal da leitura, porque você quer ter a certeza de que é aquilo mesmo que vai acontecer e com isso vai devorando o livro... 

Com a diagramatização do livro, eu tive um problema, informei a Intrínseca, e acho que já deve ter sido corrigido o erro, até porque meu livro é primeira edição.  Fora isso, nada muito diferente. A Capa do livro imita a capa de um CD dos Beatles e é bem legal. Acho que todos deveriam ter uma foto como aquela. Enfim. Despeço-me de vocês com a dica para um livro romance adolescente legal.


Classificação Final: 
 




Título: Lonely Hearts Club
Autor(a): Elizabeth Eulberg
Tradutor(a): Marina Vargas
Páginas: 239
Editora: Intrínseca

1 comentários:

Samyle S. disse...

Eu sou louca para ler este livro porque sou fã dos Beatles, mas depois dessa sua resenha, minha vontade só cresceu! Parabéns, adorei o post.

Bjin*

http://florescerepalavrear.blogspot.com.br/