[Resenha] @mor

6/16/2012 Carol Oliveira 0 COMENTÁRIOS


Desde que a Suma de Letras anunciou o lançamento desse livro que estou querendo lê-lo. Primeira coisa que me chamou atenção foi o nome do livro @mor algo me dizia que iria gostar dele. Até ter o livro em minhas mãos eu não sabia que ele era em forma de e-mails. Pensei até que não iria gostar da leitura por conta disso, mas foi totalmente o contrario. 

Em e-mails inteligentes e divertidos, conhecemos e não conhecemos Emmi Rothner e Leo Leike. Esses dois estranhos que nos prendem e sua forma simplista de escrever e ao mesmo tempo, não tão simplista assim. Em um e-mail errado, acabam começando uma correspondência que dura meses. Sempre fugindo de perguntas cruciais sobre a vida um do outro, acabam criando uma outra vida, o "mundo lá de fora", onde um sempre complementa o outro. 


Assim que comecei a ler @mor, comecei a me identificar com várias situações. Pessoas, que assim como eu, tem amigos virtuais provavelmente irão se identificar também com várias situações. O fato de não se conheceram pessoalmente, cria um suspense em relação a aparência um do outro, e até o fim do livro, não descobrimos a real aparência deles, somente sabemos aquilo que escrevem, a paixão com que escrevem e por assim em diante. Leo, é o primeiro a contar pouco sobre sua vida. E ao fazer suposições sobre Emmi é que descobre sobre a dela. 

O melhor de tudo é que em seus emails eles não falam de suas vidas pessoais e ao mesmo tempo só falam delas. Eles não falam de nada e ao mesmo tempo de absolutamente tudo. E isso é incrível e chega a dar inveja a forma como se comunicam, tão espontaneamente como se conhecessem a anos e anos. Confesso que fiquei morrendo de inveja e vontade de ter alguém com quem conversar igual a Emmi tem Leo e vice e versa.

Assunto: ???

Querida senhora Rothner, 

a senhora ficou ofendida? Veja bem, eu realmente não a conheço. Como posso saber que idade a senhora tem? Talvez 20 ou 60. Talvez a senhora meça 1,90m e pese 100kg. Talvez calce 46 - e por isso mesmo tenha apenas três pares de sapato, feitos sobe medida. Para poder pagar um quarto par, teve de cancelar sua assinatura de Like e manter o bom humor de seus clientes com os votos de Natal. Portanto, por favor, não fique chateada comigo. Eu me diverti com a adivinhação, tenho apenas um retrato nebuloso da senhora diante de mim e tentei transmiti-lo à senhora com precisão exagerada. Eu realmente não quis ofendê-la. 

Lembranças,

Leo Leike

@mor é o primeiro romance de Daniel Glattauer publicado no Brasil. Espero ansiosamente que seja o primeiro de muitos. A forma como ele escreve é leve e nos deixa viciados, querendo descobrir o que ira acontecer, o que eles iram escrever um para o outro. Sem contar que este é o primeiro volume, e acaba de uma forma em que nos deixa loucos pra saber o que irá acontecer em seguida.

Sobre a escrita do livro, não encontramos aquelas abreviações tipicas de conversas virtuais, nem smiles nem nada. São apenas palavras, como se fossem cartas escritas a próprio punho, o que deixa o livro mais interessante ainda!

Bom, por fim, o livro é bem interessante e nos mostra o que uma pessoa que acha que tem tudo e se considera feliz, na verdade não tem tudo e descobre uma nova parte de si mesma que nunca pensou existir. Uma parte que tem nome, palavras, voz, mas ainda não tem um rosto.

Uma história apaixonante e indicada a todos que gostem ou não de romance. Leve e divertida.

Re:
Ok. Tenha uma boa noite de sono, Leo. Obrigada por estar aí. Obrigada por me acolher. Obrigada por existir. Obrigada!

Classificação Final: 





Título: @mor
Livro: #1
Autor(a): Daniel Glattauer 
Páginas: 184
Tradutor(a): Eduardo Simões 
Editora: Suma de Letras

0 comentários: