Faz muito tempo que li esse livro, mas ainda não havia colocado resenha aqui no blog porque acho extremamente difícil falar sobre obras das quais gosto muito, e neste caso eu me apaixonei por essa série logo de cara, talvez até antes mesmo de ler.

Esse é o segundo livro da série e eu quero avisar que pode conter alguns spoilers do primeiro. Se você ainda não leu a resenha do primeiro pode conferir clicando neste link.


Em A Força do Amor, Ivy está diferente da garota crédula que era no começo da série, antes da morte de Tristan, não existe mais a crença em anjos que nutria desde que era uma menininha, esta fé foi abandonada e bem como sua bem como sua capacidade de crer em qualquer outra coisa. As coisas mudaram muito depois da terrível perda de Ivy inclusive o sentimento negativo que tinha por Greg, filho do padrasto dela, acaba sendo deixado de lado, pois ele está tentando ajudá-la e assim ela se aproxima do garoto.

Mas as coisas não estão nada fáceis, somente um mês se passou desde a morte do namorado e Ivy anda tendo pesadelos horrorosos onde revive o acidente mesclada com cenas do dia em que Caroline, a mãe de Greg, morreu. Isso acontece noite após noite e às vezes acontecem algumas sutis modificações no decorrer do livro, o que a deixa ainda mais apavorada, é comum depois de cada pesadelo ela acordar aos gritos, desesperada e com os braços de Greg ao seu redor tentando acalmá-la.

O fato de Philip, seu irmão mais novo, falar com convicção que pode ver Tristan porque ele é um anjo e não apenas um anjo, mas seu anjo da guarda faz com que Ivy fique ainda mais instável. Nada caminhava para melhor e Phill não a estava ajudando a superar com todo aquele papo de anjo da guarda. Ivy não se permiti acreditar em nada daquilo de novo e dificulta o trabalho de Tristan, que tenta se comunicar com ela atravez dos truques que aprendeu com Layce, uma outra "anjinha" que ele conheceu.

Tristan por sua vez tenta, não só se comunicar com a garota pela qual esteve apaixonado durante muito tempo, mas também descobrir o que causou, de fato, sua morte. Mas nada tem se mostrado muito fácil e Ivy tem estado constantemente em perigo, mas como avisar? Se ao menos Ivy voltasse a acreditar em anjos tudo seria bem mais fácil...

A continuação de Beijada Por Um Anjo é bem mais paradinho que o primeiro, mas eu gostei bastante dele, quando o li estava numa fase que queria só livros "água-com-açúcar" e assim ele me conquistou, não apenas por causa dessa minha fase, mas porque a narrativa é fluida e a autora consegue desenvolvê-la quase que naturalmente, sem nenhum tipo reviravoltas muito grandes, pelo menos nesse livro.

A estória que a Elizabeth cria é bem leve e, como eu disse bem no comecinho da resenha, talvez tenha me conquistado antes mesmo de eu ler e não estou falando por causa de influência de outros blogueiros, mas porque tudo nessa série era convidativo ao meu olhar!

Sobre a diagramação perfeita desse livro quero dizer que a Novo Conceito acertou em cheio. A capa também é maravilhosa, muito mais bonita que a original, não acho que alguém discorde de mim e eu preciso abrir um parêntese aqui, você já viu o site de Beijada Por Um Anjo? É simplesmente o site de livros mais lindo que eu conheço (link). Não estou puxando saco tanto que lá vai minha crítica: tem alguns teases (áudio) lá, mas as vozes são bem chatinhas (principalmente a da Ivy! Um porre!), podiam ter contratado pessoas que interpretassem melhor e com uma voz menos cansativa. 


Assim como o seu antecessor, este livro ainda não merece cinco estrelas, porque ainda faltou alguma coisa e por mais que eu tenha me apaixonado por ele, senti falta de algo, ação talvez. Então eu dou a Beijada Por Um Anjo - A Força do Amor quatro estrelas. Espero não enrolar muito para postar as duas próximas resenhas dessa série, pois já li o terceiro e quarto livros e o quinto está dentro da minha estante só me esperando!


Classificação final:
 



Título: A Força Do Amor

Série: Beijada Por Um Anjo

Livro: #1

Páginas: 256

Autor(a): Elizabeth Chandler

Tradutor(a): Marsely De Marco

Editora: Novo Conceito