[RESENHA] Irmandade de Adaga Negra #2: Amante Eterno

3/04/2013 Jessie 0 COMENTÁRIOS

Sinopse

Nas sombras da noite em Caldwell, Nova York, desenrola-se uma sórdida e cruel guerra entre vampiros e seus carrascos. Há uma irmandade secreta, sem igual, formada por seis vampiros defensores de sua raça. Possuído por uma besta letal, Rhage é o membro mais perigoso da Irmandade da Adaga Negra. Dentro da Irmandade, Rhage é o vampiro de apetites mais vorazes. É o melhor lutador, o mais rápido a reagir, baseado em seus instintos, e o amante mais voraz, porque em seu interior arde uma feroz maldição lançada pela Virgem Escriba. Possuído por esse lado sombrio, Rhage teme constantemente que o dragão dentro de si seja liberado, convertendo-o num perigo para todos à sua volta. Mary Luce, uma sobrevivente de muitas adversidades, entra de maneira involuntária no universo dos vampiros, contando apenas com a proteção de Rhage. Concentrada em combater a sua própria maldição, potencialmente mortal, Mary não está buscando o amor e perdeu sua fé em milagres tempos atrás. Mas quando a intensa atração animal de Rhage se transforma em algo mais emocional, ele sabe que Mary precisa ser sua e de mais ninguém. E enquanto os inimigos fecham o cerco, Mary luta desesperadamente para alcançar a vida eterna com aquele que ama...

Este é o segundo livro da série Irmandade da Adaga Negra, não sei se todo mundo sabe então vou explicar mesmo assim. Cada um dos livros tem um dos Irmãos como personagem central, dessa forma conhecemos profundamente cada um deles.

Neste livro vamos ter a história girando em torno de Rhage, o membro mais bonito e forte da Irmandade. Nosso guerreiro é alto, loiro, forte, musculoso, tão lindo que parece um ator de Hollywood, este aliás é seu apelido. Dentre todas as características realmente marcantes que nosso vampiro perfeito a que ele detesta mais é sua maldição: ele não pode perder a calma que a fera que se encontra em seu corpo é liberada.

Pessoal, quando eu falo fera quero dizer uma besta mesmo, a linda aparência de Rhage da lugar a uma espécie de dragão que não reconhece nada nem ninguém, nem mesmo seus companheiros de luta. Essa sua maldição está intimamente ligada a sua conduta quando mais jovem, a Virgem Escriba decidiu que o castigaria depois de ele ter matado uma de suas aves apenas para se exibir.

Logo no início do livro Rhage está cego em função de sua última transformação e é exatamente assim que ele conhece Mary, uma humana que consegue provocar uma sensação estranhamente perturbadora no vampirão, algo que ele nunca tinha sentido antes com mulher nenhuma — vampira ou não. 

Mas as coisas não podem ser tão fáceis assim, Mary tem seus próprios problemas: ela já teve leucemia e sua doença pode estar voltando e tudo do que ela menos precisa é um vampiro guerreiro super sexy atrás dela neste momento, mas isso não impede de que isso aconteça. Bom, para deixar as coisas ainda mais interessantes para Hollywood a primeira vez que ele vê a mulher que mexeu tanto com ele toma um susto: ela não é exatamente o tipo com o qual ele costuma sair e isso só o faz interessar mais.

Enquanto todo esse drama acontece, a Sociedade Redutora comandada pelo Senhor X recruta novos membros para tentarem aniquilar todos os vampiros. Neste livro surge um personagem, Senhor O, que é especialmente cruel e que vai trazer algumas dores de cabeça para os Irmãos, principalmente no final deste volume e no pximo. 
 
A maioria das pessoas que eu conheço considera Amante Eterno o livro favorito da série, como eu sou do contra, mesmo gostando muito do Rhage e de toda a sua história com Mary — ele não conseguiu se igualar ao Wrath e ao Z que são os meus favoritos até agora. Mesmo dizendo isso não posso mentir e dizer não gostei do livro porque amei!

Bom, a trama se desenvolve bem e há algumas reviravoltas que realmente conquistam o leitor, ainda mais se ele já gostar de vampiros e de um bom New Adult! Tem partes realmente intensas nesse livro e eu não estou falando das cenas de sexo! posso citar a que a Marry descobre que está novamente doente e isso mexe bastante com quem está lendo, tem também o sacrifício mais para o fim do livro (senti muita raiva da Virgem Escriba!) e tantas outras!

Bom, eu gosto muito dessa capa, ela é bem bonita e eu realmente gosto do tom de azul nela e acho que ficou mais bonita que a original. A diagramação por outro lado continua bem simples e mantém o padrão do livro anterior e essa continuação é uma das qualidades da série, até onde eu vi não há mudanças na diagramação #amém

Bom, com um final desesperador Amante Eterno te deixa muito, mas muito curioso/a mesmo para ler a continuação. Qual a minha nota? Bom, eu dou cinco estrelas para o segundo volume da série Irmandade da Adaga Negra. Você já leu? O que achou? Não leu? O que espera? Diga o que você espera ou achou desse livro!



IRMANDADE DA ADAGA NEGRA

Amante Sombrio | Amante Eterno | Amante Desperto | Amante Revelado | Amante Liberto | Amante Consagrado | Amante Vingado | Amante Meu | Amante Libertada | Amante Renascido | Amante Finalmente | O Rei | Os Sombras | A Besta | The Chosen (lançamento 2017)


O LEGADO (Spin-Off de IAN)
Beijo de Sangue | Blood Vow (Lançamento dez/2016)



Título: Amante Eterno | Série: Irmandade da Adaga Negra | Páginas: 448
Autor(a): J.R.Ward | Tradutor(a): Jaqueline ValpassosEditora: Universo dos Livros