Oie gente hoje vim falar para vocês desse livro quem em uma visita a livraria o vi e o amei só pelo nome, e ao examinar a capa o ameio mais ainda! Austenlândia, o lugar para o qual todos os fãs de Jane tem vontade de ir!

Como vocês viram comprei o livro por puro impulso e não me arrependo!

Austenlândia conta a história de Jane Hayes, uma mulher de 33 anos de idade, bem sucedida mas que tem um pequeno problema com seus relacionamentos amorosos, eles simplesmente nunca são bons o suficiente, pois ela está sempre comparando seus parceiros ao amável adorável/perfeito Mr. Darcy!


Em um encontro com sua mãe e sua tia-avó rica, a senhora acaba dando um conselho para a sobrinha neta, dizendo para ela começar a viver sua vida e não ficar presa no mundo de Jane Austen, afinal o perfeito Mr. Darcy não fez bem nem pra própria Austen.

Então um ano após o encontro, a tia-avó de Jane morre fatidicamente, e ela descobre que a mesma a havia deixado uma herança, não dinheiro, como garante o advogado da tia, mas sim uma viagem de férias totalmente paga e sem reembolso para Pembrook Park, em Kent na Inglaterra. Surpresa com isso ela fica pensando se não é uma pegadinha de sua tia-avó, depois de manda-la esquecer o mundo de Austen a enviar para passar 3 semanas vivendo como se estivesse na Inglaterra regencial.

Jane contrariando o conselho de sua melhor amiga acaba aceitando a viagem e vai para Austenlândia, com o intuito de conseguir de uma vez por todas esquecer Mr. Darcy e todos os outros homens e assim voltar a viver sua vida em paz em NY.

Assim que decide viajar ela começa a estudar como terá que viver as próximas semanas e também as regras do local para onde está indo, e ela se dá conta de que talvez não consiga, pois tudo parece ser uma farsa, um faz de conta que as pessoas ricas pagam para viver durante um tempo.

Até que ela se envolve com Martim, o “jardineiro” de Pembrook, e se dá conta de que não precisa desistir dos homens, ela só precisa desistir de compará-los ao Mr. Darcy.
Com o desenrolar da história Jane acaba sendo “dispensada” pelo jardineiro e assim assume uma nova postura, de enfim tentar entrar em seu personagem e curtir seus últimos dias em Austenlândia.

E quanto mais tempo ela tenta, mais seus verdadeiros sentimentos começam a vir à tona e ela acaba chamando atenção do Sr. Nobly (para nós que estamos lendo podemos compará-lo ao Mr. Darcy de Pembrook).

Parando por aqui antes que eu conte o livro inteiro.

Como quem acompanha o blog já viu que eu sou completamente apaixonada por Jane Austen e mais ainda por Orgulho e Preconceito, então sabe muito bem a causa do meu impulso ao comprar esse livro.

Quando comecei a ler demorei um pouco a pegar o ritmo do livro mas logo que engatei não parei até acaba-lo. O livro é pequeno (238 páginas) e muito rápido de ler. Confesso para vocês que ele me decepcionou um pouco, acho que pelo fato de eu ter colocado muitas expectativas no livro hahaha, mas no todo ele é um romance muito legal, onde você consegue tirar muitas observações legais! Sem contar que ele também é divertido!

Gostaria que o final fosse um pouquinho diferente, mas no todo o livro é uma ótima distração para um fim de tarde!


Título: Austenlândia | Páginas: 240 | Autor(a): Shannon Hale
Tradutor(a): Regiane Winarski | Editora: Record

Um Comentário

Pollyanna Campos disse...

Assim como você, comprei esse livro por impulso por amar Jane Austen, orgulho e preconceito e por ter uma paixão platônica por Mr. Darcy/prontofalei
Acho que assim como você, coloquei muitas expectativas na leitura e acabei me decepcionando um pouquinho, mas, me diverti muito ao decorrer da leitura, então valeu a pena! Ótima resenha ^^
Beijos!
@PollyanaCampos
Entre Livros e Personagens

Deixe um comentário