O último livro da agoniante trilogia A Seleção de Kiera Cass nos traz o desfecho da indecisão história de America Singer. Em A Escolha, ela deve de fato terminar com seu passado para alcançar o futuro que deseja ao lado de quem ama. Ela precisa driblar as perturbações do rei Clarkson, a existência de sua concorrente Kriss Ambers, além das ameaças rebeldes, que começam a aumentar conforme o fim do concurso se aproxima.

Agora finalmente chegou a hora de Maxon fazer sua escolha. Cada vez mais os ataques rebeldes aparecem, tanto seu pai quanto o público o pressionam. Restam na competição Celeste, Kriss, Elise e America, tendo cada uma delas desenvolvido seu tipo de relacionamento com Maxon. 


No começo America nem sequer queria entrar na Seleção, mas depois de conhecer melhor o príncipe vê que ele nada tinha haver com quem ela achava que fosse, e após tantas idas e vindas, altos e baixos, brigas e reconciliações, encontros e desencontros chega, ela finalmente se dá conta do quanto quer ficar com ele. 

Existem alguns pontos que quero discutir, e tentando omitir o máximo de spoilers possíveis (não dois livros anteriores), por isso decidi separar a resenha em tópicos:

1. America + Aspen + Segredos + Irritações
Então, como vocês sabem, America até então estava sendo desonesta com Maxon. Tudo bem que A Elite acabar dando a entender que ela finalmente vai lutar por ele, mas o livro acaba e ela ainda não tinha contado nada e conforme você vai lendo A Escolha, ainda nada. Daí você lê mais, e nada, e aquela sensação de sufoco chega e não sai (sim, sufoco, porque você sabe que a história não vai acabar sem Maxon descobrir, claro que não vai). Eu, honestamente, adorei a forma como ele descobriu porque.. America merecia. Ela mentiu, ela torturou emocionalmente, ela criava caso quando Maxon ficava com uma das outras concorrentes, e por aí vai a lista de ações que fazem de America merecedora.

2. Kriss + Elise + Celeste
Kriss nojenta sempre teve essa de "não beijo antes do casamento", mas pelo visto mudou de ideia... E na minha opinião, ela é chata demais pra ser o que ela é (quem sabe, sabe).
Quase chorei por causa de tudo que aconteceu com Celeste, e logo quando todo mundo já tinha mudado o conceito sobre ela. E achei super importante ela frisar a parte de que não era só America que estava presa na sua própria casta.
E Elise é aquela coisa seca e irritante mesmo, não tem muito o que comentar. 

3. Rebeldes
EU SABIA QUE O PAI DELA ERA REBELDE, SABIA! Agora chega de spoilers. E até que essa parte foi bem aprofundada, tivemos um geral da história dos rebeldes, de quem eles são, do porque eles são o que são e como que é essa segregação de nortistas e sulistas. 

America sempre foi aquele tipo de personagem que você gosta, mas que faz tanta besteira que tem hora que você não sabe se quer que as coisas deem certo pra ela. Mas agora ela está bem mais determinada a lutar pelo que quer, para de fazer idiotices e seus atos em público até conseguem se voltar a seu favor na competição. 

A trilogia inteira foi bem mais romance que distopia provavelmente por isso que gostei rs, mas nesse livro ela tem até um peso um pouco maior. E apesar do desfecho ser interessante, achei meio corrido e previsível, ainda fiquei ansiando por muita coisa que acabou não acontecendo. Achei alguns acontecimentos injustos, outros sem necessidade, mas pelo menos o fim que todo mundo quer saber é muito bonitinho Gente, e a parte das cartas do Maxon? Coisa mais linda de toda a trilogia! 

Eu fiquei apaixonada por essa trilogia, e apesar de ficar um pouco desapontada com A Escolha, não deixo de recomendar a leitura da série toda. Eu li super rápido, assim como os dois primeiros volumes, e a narrativa fácil ajuda muito nisso. Se você ainda não leu nenhum dos livros, abra sua mente, se prepare para chorar, odiar, amar e todas as outras emoções que surgirão. Você dará de cara com uma protagonista irritante, um triângulo amoroso, capas muito bonitas e uma história de amor com um final muito feliz :)


Estava cansada da competição.
Precisava terminar de vez com Aspen.
Lutaria por Maxon.


Título: A Escolha | Série: Trilogia: A Seleção | Páginas: 351
Autor(a): Kiera Cass | Tradutor(a): Cristian Clemente | Editora: Seguinte

Um Comentário

Mirian Caroline Rodrigues disse...

Oi flor,
Li os dois primeiro livros em 3 dias, hahaha, amei, amei, amei
Como sou Team Aspen, estou adiando a leitura pq sei que vou me decepcionar :(
Maaas, sem querer você deu alguns spoilers sim e me deixou agoniada para saber o fim, hahaha vou ler e depois venho dizer o que achei, beijos
http://blogmaisumlivronaestante.blogspot.com.br/

Deixe um comentário