[RESENHA] Os Bridgertons #3: Um Perfeito Cavalheiro

Em Um Perfeito Cavalheiro, terceiro volume da série Os Bridgertons, de Julia Quinn, conhecemos Sophie Beckett, a filha bastarda de um conde que, após sua morte, passa de "enteada" para "criada" de sua madrasta e suas duas filhas. Numa noite, consegue escapar para um baile e lá conhece Benedict Bridgerton, que, mesmo antes de alguma troca de palavras, se encanta pela misteriosa moça. Porém, ao final do baile, Sophie escapa sem nem ter dado seu nome, o que gerou dois anos de frustração para Benedict, que não conseguiu mais tirar a mulher da cabeça.

Top 5: Coisas Que Me Deixam Feliz!



Oi gente, tudo bem com vocês? Bom espero que sim, pois hoje vou falar de uma tag que vi no blog da Mel o A Series Of Serendipity. E nessa tag (Make Me Happy, no A Series of Serendipity) ela faz no canal do blog onde ela separa algumas coisas que a deixam feliz e fala(mostra) pra gente!

Como aqui ainda não estamos gravando vídeos (tá, logo queremos por o canal no ar, mas é segrego, não espalhem!) vou mostrar por foto mesmo coisas que me deixam felizes por fotos mesmo! Então bora saber o que me deixa feliz?

[RESENHA] O Céu Está Em Todo Lugar


Faz anos que li esse livro da Novo Conceito e  fiquei completamente apaixonada pela capa logo de cara, afinal, ela é linda e esperava que a história também fosse interessante, mas para manter um certo suspense li apenas a sinopse e evitei resenhas de todos. Preciso deixar claro uma coisa sobre este livro: O Céu Está Em Todo Lugar é completamente apaixonante. Estava em uma fase "quero romance" e então decidi que ele seria minha próxima leitura e como gostei dele... Eu me apaixonei, fiquei completamente Joelirante.

Lennie acabou de perder a irmã e seu mundo simplesmente desabou com isso. Ela não sabe mais quem é, não gosta mais tanto das mesmas coisas e sua melhor amiga parece não entender o turbilhão que ela está passando no momento. Para completar, ela se vê muito próxima de Tobby, namorado da sua irmã morta. E com tudo o que eles estão passando acabam se envolvendo mais do que poderiam imaginar ou desejar e ambos sentem-se culpados por isso.