Li este livro há um tempinho, ganhei ele de presente de aniversario, e achei a proposta dele diferente. Quando você vê a capa fica instigado, e confesso que imaginei uma história completamente diferente. E me desculpem meninos, mas toda a dinâmica é voltada para as meninas

Um aviso importante antes de continuar lendo o post: ESTE LIVRO NÃO É RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS por causa de seu conteúdo sexual, por este motivo  a resenha pode conter certos aspectos relacionados e também não é indicada para o público menor de idade

Você se arruma toda para sair com suas amigas, mas de última hora elas mudam os planos, o que fazer? Trocar de roupa e ficar em casa mesmo? Sair sozinha e ver o que a noite lhe reserva? Estes são os questionamentos que o livro propõe a principio, e é ai que ele começa a ficar interessante, pois é você quem determina o curso da história, os acontecimentos e como a noite irá terminar, mas sem saber o que vai acontecer depois da próxima decisão.

A história começa com você (sim você que está lendo, se normalmente nós já entramos na história e nos sentimos parte do livro, imagina em um livro que da a sensação de que é você que esta descrevendo tudo?) arrumando-se para sair, e o primeiro questionamento é: Qual calcinha usar? E ai dependendo da sua escolha você vai para uma determinada página com um novo capitulo que faz com que você viva uma experiência diferente

Massssss (e sempre tem um mas!) as autoras querem que você escolha um determinado tipo de calcinha então independente da calcinha que você escolha, você acabara escolhendo uma que já estava pré determinada rs. E por que isto? Por que se você escolhe uma calcinha que não se encaixe nas histórias dos outros capítulos, você mesma acaba com o livro.

Porém o direcionamento termina aí, em mais nenhuma parte do livro elas lhe induzem a tomar uma decisão, e você mesma monta uma aventura, que não é sobrenatural e nem impossível de acontecer na vida real.

Para mim o mais interessante do livro, é você poder visualizar quantas coisas podem acontecer quando uma mulher solteira sai sozinha à noite (Aninha, nada que acontece no livro é novidade para mim, então me deixa ser feliz, obrigado, de nada!), e o quanto a sua decisão de fazer ou não pode trazer coisas legais, bizarras e etc.

Achei o livro extremamente interessante, fácil e rápido de se ler, e uma proposta incrível que nos mostra como a escolha de uma calcinha e a vontade de fazer as coisas podem definir o rumo da noite.

Foi uma experiencia única de ver que a história do livro era a minha, e que só dependida do que eu queria e de quais escolhas eu faria para que a história corresse de uma maneira diferente, é aquela sensação da vida, de que o rumo que sua vida toma depende única e exclusivamente das escolhas que você faz. É um livro +18, com o intuito de te mostrar como uma noite em um bar pode terminar, mas que me mostrou mais do que isto, eu realmente amei a dinâmica e a maneira como fiquei extasiada ao terminar o livro.

Título: Quando Uma Garota Entra Em Um BarPáginas: 238 | Autor(a): Helena S. Paige Tradutor(a): Robson Falchetti Peixoto | Editora: Novo Conceito

Deixe um comentário