Oi gente hoje vou falar para vocês sobre esse livro lançado recentemente pela Editora Intrínseca, que eu estava com muitas expectativas, afinal ele foi escrito pelo criador de Downton Abbey, Julian Fellowes, e desde que a série terminou estou com aquela sensação de vazio, que só uma nova série de época com uma boa trama e uma boa dose de drama poderia preencher, e assim que descobri que ele estaria lançando essa nova história fiquei louca querendo saber mais sobre.

Belgravia, foi lançada tanto la fora quanto aqui no Brasil em forma de ebooks de capítulos semanais, pois o autor queria trazer a vida um romance histórico como antigamente os grandes romancistas faziam com os foletins que eram lançados em jornais.... Confesso que não sei como as pessoas conseguiam/conseguem ler somente um capítulo a cada semana, é uma tortura muito grande, por isso fiquei aguardando até o lançamento do livro completo para poder lê-lo todo de uma vez (correndo pra saber o que aconteceria a seguir).

A história gira em torno de duas famílias na Inglaterra de 1800. A família de Sophia Trenchard, onde seu pai, um comerciante muito popular e bem sucedido, levando provisões para os soldados na guerra contra Napoleão se torna conhecido por muitas pessoas importantes. E a família de Lorde Edmund Bellasis, os Brockenhurst, uma antiga família aristocrata que tinha como todas as outras famílias certos preconceitos a respeito das famílias que não tinham o mesmo “sangue azul” que eles.

A família Trenchard, principal ponto de vista do livro, é dividida entre uma matriarca que sabe onde é seu lugar, e não tem grandes aspirações de vida, mesmo tento mais dinheiro que muitas famílias importantes da aristocracia e seu marido, que sempre quis ter o verdadeiro reconhecimento por tudo que fez, mas que não consegue entender que para os aristocratas ele sempre será um comerciante, independente de quanto dinheiro ele tem e com o que está trabalhando. Já a família Brockenhurst é a típica família que não nutrem sentimentos um pelos outros, e que tudo gira em torno de dinheiro e títulos. 

Uma característica desse livro é que por ter sido lançado em capítulos semanais, cada um deles tem uma treta que é apresentada e as vezes resolvida dentro do próprio capítulo, e muitas outras tretas, que se juntam a trama principal e só são resolvidas no último capítulo, o que me deixou extremamente pilhada querendo saber o que ia se resolver, se determinado personagem realmente tinha feito o que diziam que ele fez... Enfim um drama imenso, que foi maravilhosamente bem desenvolvido e resolvido.

Em 1815 vemos o jovem casal se apaixonar no auge de guerra onde muitos viriam a glória e muitos morreriam por ela. E depois em 1841 vemos um segredo que foi mantido por 26 anos vir a tona e transformar a vida de muitas pessoas, e mostrando também como muitos relacionamentos são construídos na base de mentiras e falsas amizades, em Belgravia, vemos muitas características do autor que já vimos em Downton Abbey aparecerem e confesso que esperava muito mais do livro, mas que mesmo não superando todas as minhas expectativas, foi uma ótima leitura e uma imersão na vida das duas famílias, tanto na dos empregados quanto na dos patrões (alo Downton?) surpreendente. 



Título: Belgravia |  Páginas: 368 | Autor(a): Julian Fellowes
Tradutor(a): Rachel Agavino | Editora: Intrínseca

2 Comentários

thaila oliveira disse...

o enredo é bom, é uma outra vertente dos romances de época! eu curti a proposta
http://felicidadeemlivros.blogspot.com.br/

O Que Tem Na Nossa Estante disse...

Ahh eu comecei a ler hoje e estou adorando! Não acompanhei a série, mas já até fiquei com vontade de ver tb!!

Bjs, Mi

O que tem na nossa estante

Deixe um comentário