[RESENHA] De Repente #2: De Repente, O Amor

12/29/2016 Aninha Goulart 0 COMENTÁRIOS

Oiii amores, hoje nos vamos falar um pouquinho sobre De Repente, o Amor, o segundo livro da quadrilogia De Repente (o primeiro vocês podem conferir aqui) e aqui temos a história de Kate e Nav. Kate é a segunda mais velha das irmãs Fallon, e tem um histórico de paixões fracassadas, paixões estas que foram acompanhadas de perto por seu melhor amigo Nav Bharani.

É quando a irmã mais nova de Kate marca seu casamento em Vancouver , e Kate decide chamar Nav para ser seu par, que as coisas começam realmente a mudar nesta amizade...


Nav é apaixonado por Kat desde que ele se tornou seu vizinho, e quando ela diz para ele que adora viagens de trem, principalmente pela possibilidade de "conhecer" estranhos, Nav bola um plano para ganhar o coração de Kat. Em cada parada do trem durante a viagem ele aparecerá disfarçado como "um desconhecido sexy". Kat cai nesta brincadeira sensual, mas o que começa como uma simples diversão transforma-se em algo mais denso e Kat se vê em dúvida se permanece em suas fantasias sexuais de solteira ou investe no seu par perfeito.

O livro é hot, ou seja tem muitas cenas de sexo, mas sinceramente não é o que mais me chama a atenção na história, obviamente é uma grande parte, porém tem um enredo muito legal e divertido, de descobertas sobre si mesma e a coragem para se arriscar.

Kate é aquela clássica mulher, que aos 31 anos e inúmeros relacionamentos fracassados tem medo de perder aquele que é o único que sempre esteve ali para ela, sem se dar conta de que talvez esta seja a resposta para todas as suas duvidas. A atração que ela tem por Nav é nítida desde o principio do livro, e mais nítido ainda é aquele principio do “somos só amigos” e ai a história mostra o drama da famosa friendzone, e de como com planejamento Nav consegue transpor a zona de conforto de Kat e mostrar a ela que ele pode e quer ser muito mais do que só o seu melhor amigo.

Achei a história incrível e divertida, de uma leitura fácil e que mostra um caminho que muitas vezes é mais fácil ignorar do que tentar pelo medo de não dar certo. Achei maravilhosa a maneira como a autora tratou um medo comum e mostrou que é possível se arriscar sem perder o que se tem, talvez e muito provavelmente ganhando muito mais...


Título: De Repente, O Amor | Série: De Repente | Páginas: 364

Autor(a): Susan Fox | Tradutor(a): Júlio de Andrade FilhoEditora: Única

0 comentários: