A resenha de hoje é de um livro maravilhoso e que já foi lançado há algum tempo pela Agir Now, um selo da  editora HarperCollins Brasil, que muito carinhosamente me enviou um exemplar na época do lançamento (séculos e séculos atrás!), mas que só muito recentemente consegui terminar de ler por isso decidi fazer a resenha de um jeito que vai agrada tanto a gregos quanto a troiano pois ela tem a sua versão escrita e também em vídeo! 

Se você ficou bem curioso para saber o que achei do primeiro livro da trilogia Firebird continue lendo (ou assistindo!) este post para saber mais.

RESENHA ESCRITA

Mil Pedaços de Você conta a história de Marguerite Caine, uma adolescente que cresceu em um mundo de teorias da Física com a promessa de que algum dia eles conseguiriam prova-las e mudariam a compreensão que o ser humano possui do Universo. Isso porque seus pais são dois renomados cientistas, cujo brilhantismos é reconhecido por toda a sociedade.

Acontece que no momento em que a história se inicia não estamos mais falando do plano teórico, a mãe de Maggie conseguiu construir um aparelho que realmente mudar tudo que o homem acha que conhece. O aparelho em questão, intitulado Firebird, permite que uma pessoa tenha acesso a incontáveis dimensões, desde que o indivíduo tenha uma versão vivendo nela pois o que seria transportado seria a consciência que se apossaria do corpo correspondente no próximo Universo.

As coisas já são bem complicadas, mas nada é tão ruim que não possa piorar: a sua própria consciência pode se perder neste processo uma vez que a do indivíduo que pertence à dimensão para qual a pessoa foi transportada pode se sobrepor a do "invasor" e assim ele ou ela estaria perdido para sempre.

No meio de todas as teorias algo inesperado acontece: o pai de Marguerite é assassinado e todas as evidências apontam para, Paul, o estagiário brilhante de seus pais. Ele acaba escapando para uma dimensão paralela e o que obriga a garota a segui-lo, mas ela não está sozinha: o outro brilhante estudante de física e amigo dela, Theo, se oferece muito gentilmente para ajuda-la nesta caçada. 

Há tantos perigos nesta jornada, mas tudo parece valer a pena quando novas pistas começam a aparecer e um inesperado romance pode surgir de onde menos se espera! Até onde Marggie seria capaz de chegar para descobrir a verdade e vingar a morte de seu amado pai?

O livro tem uma trama incrível e reviravoltas que são realmente de deixar qualquer um sem fôlego, mas sem dúvida nenhuma o que mais chamou a minha atenção foi a questão de multiversos que geralmente são trabalhados muito bem em HQ's (principalmente da DC Comics). Esta questão de dimensões paralelas e versões alternativas das mesmas personagens traz uma visão inovadora para a obra, um frescor que a literatura precisava e que Claudia Gray, a autora, soube trabalhar muito bem.

Estou ciente de que minha explicação de universos paralelos e simultâneos ao nosso pode ter dado um nó na sua cabeça, mas creia em mim quando digo que isto é muito bem apresentado, explicado e trabalhado durante toda a narrativa da autora sem tornar o livro massante ou entediar o leitor.

É muito importante dizer que a personalidade de Maggie realmente me cativou logo no início da obra, ela ainda é uma adolescente e tem seus dramas, mas eles são apresentados de uma maneira muito interessante e como Gray não menospreza os sentimentos de nenhum dela isso traz uma veracidade para a obra que tem um tema de ficção. 

Paul, é mais maduro e tem suas próprias questões que são apresentadas mais tardiamente e vão ganhando cada vez mais relevância no decorrer das páginas e é muito bom ver este dinamismo. Theo foi uma grande incógnita para mim durante um numero substancial de páginas, acreditei e duvidei dele durante boa parte do livro e essa dualidade serve para instigar o leitor a tentar descobrir as verdadeiras motivações que o levaram a seguir com a protagonista por uma aventura tão repleta de perigos.

O trabalho da HarperCollins Brasil foi absolutamente primoroso. Primeiramente pela decisão assertiva ao manter o design da capa idêntico a original segundo por uma diagramação verdadeiramente primorosa, com o início de cada capítulo tendo uma arte conceitual muito bem feita e sem deixar o layout da página carregado ou poluído.

O segundo e terceiro livros da trilogia, intitulados Dez Mil Céus Sobre Você e Um Milhão de Mundos Com Você respectivamente, já foram lançados aqui no Brasil pela editora então espero conseguir terminar muito em breve a história de Maggie e sugiro que você também dê uma chance para ela.









Título: Mil Pedaços de Você | Série: Firebird | Páginas: 288| Autor(a): Cláudia Gray 
Tradutor(a):  Gabriela Fróes | Editora: HarperCollins Brasil

RESENHA EM VÍDEO

E se você prefere ver uma resenha do que ler então confira o vídeo com a minha opinião sobre Mil Pedaços de Você!


Se você está vendo esste vídeo aqui no blog não deixe de se inscrever no canal do YouTube

Até o próximo vídeo
Beijinhos :]

18 Comentários

Alyce disse...

Adorei a resenha e fiquei muito curiosa pra saber o q a Maggie descobre com essas viagens dela entre as dimensões. Adorei a sua resenha pq deixou claro algumas coisas que ainda não tinha entendido sobre o livro.

F disse...

Sempre tive muita curiosidade em ler esse livro/série, especialmente por conta da premissa que parece ser incrível, e pelas teorias e relações com dimensões chamam muito a minha atenção. O aparelho em questão deve ser muito valioso, e acredito que pode chamar a atenção de várias pessoas, até quem não deve né?! Que bom que o texto consegue explicar bem essas partes ao leitor, afinal de contas é o que importa para compreender por completo a trama né?! Gostaria de ler em breve!
F - www.segredosemlivros.com

Porre de Livros disse...

Oi, eu achei a ideia desse livro incrível e pode ficar tranquila que não achei confuso. Acho que você soube apresentar de uma forma clara sem spoilers e falando dos fatos importante, como, por exemplo, a consciência se perder nesses universos. Fiquei na dúvida por causa do título: é ficção cientifica com romance, né?

www.porredelivros.com

Isadora Ferreira disse...

Olá,

Não conhecia o livro e apesar de ter achado toda a história intrigante, acho que não leria no momento. A história parece ser bem complexa e realmente essa questão de multiversos deixa o leitor bem mais interessado. Que ótimo que a personalidade de Maggie te cativou e que apesar de ela ser ainda adolescente, seus conflitos foram apresentados de forma positiva. Adorei a resenha!

www.virandoamor.com

Anne Viana disse...

Olá!!
Já tinha visto esse livro mas não sabia muito bem do que se tratava e sua resenha é a primeiro que vejo e já adoreeei..adoro livros assim que mexe com o tempo e universo paralelo e não tem como se empolgar com sua empolgação :)
Dica super anotada!!!

http://livroaoavesso.blogspot.com.br/2017/04/resenha-o-sol-tambem-e-uma-estrela.html

Ivi Campos disse...

Li apenas um livro da Claudia Gray e foi o suficiente pra saber que ela é realmente, excelente no que faz. Porem nunca mais tive oportunidade de ler mais nada e estou bem interessada nesta série aqui. Acho que entendi bem a sua explicação de universos paralelos e simultâneas, pelo menos na minha cabeça não deu um nó.
MEU AMOR PELOS LIVROS
Beijos

Catarina Barbosa disse...

Olá! Devo confessar que deu um nó na minha cabeça com toda essa explicação de realidades alternativas, mas acredito em você em relação a ser muito bem explicado no livro, o que é aliviante!
Já tinha me deparado com esse livro, e apesar de achar essa capa linda, não fazia ideia de que se tratava de ficção científica, e achei até muito interessante essa premissa! O fato da protagonista ser cativa também contribui muito para a leitura!
Obriigada pela dica!

Diane disse...

Oie...
Não conhecia MIL PEDAÇOS DE VOCÊ, mas, fiquei chocada com essa resenha toda apaixonada! Você falou com tanta convicção sobre a obra que, é claro, me bateu uma vontade louca de ler ;)
Anotando nos desejados...
Beijos

Kaline Rainha disse...

Olá,
Devo dizer que não gosto do gênero ficção, acho muito confuso, porém, a sua resenha foi muito bem elucidativa e quem sabe qualquer dia eu não dê uma chance a essa estória.

Brooke S. disse...

Oi, preciso dizer que eu já tinha visto esse livro diversas vezes e jamais o havia enxergado da forma como me fez ver nesse momento. Realmente a autora conseguiu trazer algo inovador, diferente e completamente emocionante e instigante. Deve ser algo que realmente muda um universo poder viajar por dimensões, sabendo que sua consciência pode acabar se tornando prisioneira da outra consciência. Gente, é uma viagem tão diferente que eu realmente não sei se eu iria arriscar, mas no caso de matarem meu pai... eu acho que eu também iria junto e atrás daquele que fez isso. Adorei isso de ter romance, reviravoltas e emoções. Definitivamente é um que eu fiquei bem curiosa para ler e ver o universo, mas acho que vou esperar lançarem a série por completo para me arriscar! Parabéns pela resenha <3
Um beijo
www.brookebells.com

Carolina Ramires disse...

Olá!
Jamais poderia imaginar que esse livro trabalha com essa teoria dos multiversos, e de longe foi isso que mais me chamou a atenção e me deixou super curiosa para conferir a obra. Adorei a sua resenha, e com certeza vou me arriscar a ler em breve!
Beijos.

Our Brave New Blog - disse...

AHHHH, agora sim eu entendi um pouco melhor hahahaha. Tinha assistido seu vídeo, mas tinha ficado um pouco confusa.
Fico pensando sobre a necessidade do romance... Sempre penso nisso hahahaha.
A capa é realmente linda! Parece um livro interessante... Nunca li algo do tipo.


ourbravenewblog.weebly.com

Blog Desencaixados disse...

Olá,

Confesso que tenho muito pouco conhecimento pela editora e devido a isso não conhecia o selo e nem a obra. Achei bem diferente o cenário que ela se passa e pela sinopse parece ser maravilhoso. Fiquei com muita vontade de fazer a leitura da obra, sua resenha foi clara e direta. Adicionei o livro na minha lista de desejados e farei a leitura assim que possível! ♥

→ desencaixados.com

Nay Sartor disse...

Oie! Tudo bem?

Estou de olho nesses livros faz tempinho, mas nunca havia lido uma resenha sobre eles, somente a sinopse e depois da sua resenha minha vontade aumentou de realizar a leitura deles, tirando essa capa que achei linda e diferente! Ah muito obrigada por me dizer que a Agir Now é da Harper Collins, tava igual doida tentando descobrir de quem era esse selo!

Bjss

Charlene Cíntia disse...

Resenha maravilhosa nos instiga a sair correndo para livraria e comprar este livro!
Mas no momento não posso colocar mais nenhum a minha lista de leitura deste ano rsrs que já está gigantesca.maggie e Paul parecem personagens incríveis

Impressões de Maria disse...

Olá, Jéssica.
De fato, a Harper Collins assertou em cheio na decisão de manter a mesma capa.
Esse livro me chamou a atenção desde a primeira vez que li sua sinopse e a vontade de lê-lo só aumenta a cada resenha.
Abraços.

Bruna Costabeber disse...

Olá!
Comecei a ler esse livro há tempo e super adorei a premissa dele, essa questão da viagem no espaço e tempo, das pistas que a protagonista vai encontrando, é muito interessante.
Fiquei muito contente por saber que a leitura te agradou e bem curiosa para saber como esse livro vai se desenrolar.
Beijos ♥

Cia do Leitor disse...

Olá!
Pelo que vi, é uma trama bem complexa. Mas gosto desse clima. Livros com viagem no tempo ou dimensões são sempre são cheios de teorias e confusões. Levam um tempo pra me acostumar e me encantar. Mas, nunca desgosto deles.
Vou adicionar na minha lista, fiquei curiosa.
Nizete
Cia do Leitor

Deixe um comentário