Oi gente, hoje decidi em fim falar pra vocês sobre o livro do momento. Sabe aquele livro que quando você é mais jovem e está numa super vibe de leituras fantásticas e não consegue parar um pouco o ritmo pra ler uma coisa mais séria? Então, Os 13 Porquês foi exatamente esse livro, quando era adolescente pensei “ah depois eu leio...” e fiquei nessa até ser lançada a série e finalmente tomar vergonha na cara e lê-lo. 

O que dizer desse livro, que no meu caso lendo-o mais velha, me faz relembrar tudo que eu passei/fiz na minha época de adolescência e também me fez repensar todas minhas atitudes atualmente, afinal concordo com uma crítica que li pelo Facebook nessas últimas semanas em que a série estreou e foi uma explosão: “todos somos Hannah e todos somos ao menos 1 porquê”, mas enfim, vamos ao livro!

Os 13 Porquês é narrado pelo ponto de vista de Clay Jensen, que ao chegar em casa um dia encontra em sua porta uma caixa de sapatos cheias de fitas cassetes (oi? quem ai conhece fitas cassetes hoje em dia?), para ser exata 7 fitas com cada lado delas numerados de 1 a 13, e até ai nada muito estranho, até que ele decide escuta-las e descobre que se tratam do último desabafo de Hannah Baker, uma menina de sua escola que havia cometido suicídio a algumas semanas!

E é então que conhecemos a história da vida/morte de Hannah, na verdade os “treze porquês” dela decidir suicidar. Ao decorrer das fitas vemos como as pessoas podem ser cruéis desde novas, e totalmente diferentes do que elas aparentam ser. Vemos também como um grupo de pessoas (na verdade todos com quem Hannah convivia, mãe, pai, amigos, professores e a lista continua...) não perceberam os sinais, mesmo os conhecendo.

E com o desenrolar da história começamos a perceber toda a dificuldade que Hannah passa, e como existem pessoas mundo aforam que vivenciam isso diariamente, até que chegam ao ponto em que Hannah chegou.

Os 13 Porquês, na minha humilde opinião, deveria virar um livro de leitura obrigatória para todos os jovens do mundo, para passarem a se colocar no lugar uns dos outros, e tentarem pelo menos aos poucos transformar todo esse ódio que proferimos por ai em amor!

Em uma entrevista no final do livro o autor Jay Asher explica como a ideia do livro surgiu e como que ele conseguiu casar os pensamentos de Hannah e Clay, sem interromper a narrativa, sem contar também que ele conta de onde teve inspiração sobre os lugares do mapa da Hannah, bem legal e vale a pena conferir!

ENFIM, como já disse, uma leitura obrigatória! Para quem estiver interessado a Jessie postou uma resenha sobre a série em vídeo no nosso canal que você pode assistir clicando aqui ou clicando aqui. Agora eu vou assistir a série e conferir se ela é isso tudo que estão falando sobre.








Título: Os Treze Porquês |  Páginas: 256  | Autor(a): Jay Asher  
Tradutor(a): Alice Rocha | Editora: Editora Ática

2 Comentários

Tiffannyk disse...

Confesso que a história não me interessou nenhum pouco, por conta de toda a histeria que a série trouxe. Com todo mundo querendo ser Hannah e mostrando que seus problemas são mais importantes que o dos outros e sendo assim sendo um dos, ou os 13 porquês de alguém.

Eu não sabia que era um livro, vim saber quando vocês começaram a organizar as resenhas aqui do blog.

Depois me empresta o livro para eu ler.

Esse negócio de leitura obrigatória para adolescentes me lembrou da minha mãe que fazia toda amiga minha que ia na minha casa assistir o filme Aos Treze.

Bjs

Jessie Barbosa disse...


Ótima resenha!

Beijos;
Jesse Lira | www.jesselira.com.br

Deixe um comentário