Oiii seus lindos, a muito tempo atrás a Carol fez a resenha de Cinquenta Tons de Cinza (que vocês podem conferir aqui), mas ela não fez da sequencia (que vergonha Carol :O), então para ficar bonitinho e para vocês saberem o que nos achamos desta sequencia que bombou no mundo inteiro, eu assumi a missão de vir contar um pouquinho desta história e do porque é o meu livro preferido desta trilogia (Sim eu adoro a trilogia, me julguem!), e como esta é a sequencia do primeiro livro, já aviso que possivelmente teremos alguns SPOILERS.

Em Cinquenta Tons Mais Escuros temos a volta do relacionamento de Anastásia e Christian, desta longaaa separação (que não chegou a uma semana) e todo o processo do nosso nem tão mocinho assim em um cara que quer deixar de lado os gostos estranhos (para não dizer outra coisa) e querer viver um relacionamento que para ele é estranho, mas que para o mundo (acredito eu) é normal, e assim temos uma espécie de redenção, em que ele descobre que não precisava daquilo, ele somente não conhecia nada diferente (é tipo quando a gente usa só um tipo de shampoo, mas ai testa um outro e descobre que o cabelo fica bem melhor com o novo produto), e ai vemos Chirstian em um processo de tentar reconquistar Ana, e aqui temos uma Ana não tão submissa (pra não dizer idiota mesmo) e que mostra para o que ela que e espera do relacionamento deles.

Neste livro nos compreendemos as atitudes de Christian no primeiro livro, e entendemos de uma maneira clara o real motivo de ele gostar de bater em mulheres morenas e de ter se encontrado no estilo de vida que Ellena (Mis. Robnson) apresentou a ele, bem como o porquê de ele não suportar ser tocado (embora já dê a entender no primeiro livro, toda a historia se encaixa aqui). Alguns conflitos surgem no meio do caminho e de uma maneira bem interessante todos os fatos são apresentados de maneira fluida e de fácil compreensão.

Como eu disse este livro é o meu preferido, se eu tiver que pegar algum livro para ler da trilogia com toda certeza será ele, pois a analise psicológica (sim eu fiz uma a minha maneira) e a maneira como apesar de Christian ter gostos "peculiares" ele aceita deixar isto de lado em nome do que ele quer, e a maneira como a Ana se mostra mais madura (sim é um amadurecimento relâmpago, levando em conta a separação de uma semana), então a história deles vira uma de evolução, eles crescem em diversos aspectos juntos.

Para ser bem sincera é a velocidade com que o relacionamento deles anda, em um mês eles se separam, em uma semana voltam e dai tudo rola em uma velocidade RIDICULAMENTE RÁPIDA, e isto me incomoda muito (me incomodou no primeiro também o namoro na velocidade da luz) porque acho irreal de mais esta rapidez toda em relacionamentos, e não é só aqui em todos os livros isto me incomoda.

E como estamos falando do segundo livro só agora, acho valido falar um pouquinho para vocês o que achei do filme. Como todo mundo sabe os filmes são uma versão mais romantizada dos livros (não tentem me convencer que nos livros o Christian é este cara fofo e gentil que aparece no filme porque ele não é), mas no primeiro filme a atuação da Dakota e do Jamie me incomodam muito, porque é Bela e Edward de mais (fãs de crepúsculo não me matem por favor) e tanto nos livros quanto nos filmes a Ana e o Christian não são assim (embora seja uma fanfic de crepúsculo, em diversos aspectos os personagens são diferentes), e aí que veio a maior surpresa de Cinquenta Tons Mais Escuros porque a Dakota e o Jamie deram vida aos personagens, com expressões que eles não tinham antes e está foi uma surpresa mais do que agradável. 

Eu adorei o filme, pois todas as cenas importantes do livro apareceram lá (somente uma do aniversário do Christian é que foi modificada pelo que eu me lembro), mas algumas das cenas que eu estava muito ansiosa para assistir e aí eles não fizeram como eu imaginava (não sou roteirista, mas eu imaginei a cena e queria que ela fosse assim! Me deixem rs), mas de uma forma geral eu gostei muito do filme, mais do que do primeiro rs. Daqui a um tempinho eu venho contar para vocês o que achei de Cinquenta Tons de Liberdade, e prometo vir antes que lancem o filme rs.








Título: Cinquenta Tons Mais Escuros | Série: Cinquenta Tons de CinzaPáginas: 512
Autor(a): E.L. James | Editora: Intrísseca

Um Comentário

Jessie disse...

Oi Aninha!

Eu não sou a maior fã de 50 Tons, na verdade acho Christian um sociopata e a Anastasia uma idiota, mas tenho que admitir que este segundo livro é melhor que o primeiro, mas eu não consigo achar a escrita da EL James legal, acho infantil e carente de recursos.

Enfim, a sua resenha expressou direitinho e sei que tem um monte de gente que concorda com você.

Beijinhos

Deixe um comentário