[RESENHA] Mestres Da Maldição #1: Gata Branca

5/30/2017 Jessie 12 COMENTÁRIOS


Faz algum tempo desde que li Gata Branca da Rocco, na época comecei umas duas vezes a leitura e achei que era arrastado demais, por isso acabei adiando-a o máximo que pude, o problema de adiar a leitura de um livro da Holly Black é que depois você se arrepende.


Cassel vive em um mundo onde andar com as mãos descobertas pode ser algo fatal, isso porque os Mestres de Maldição possuem os mais variados dons: sorte, controle das emoções, transformações físicas, alteração de memória e por aí vai. Mestres precisam tocar as pessoas com as mãos para amaldiçoá-las. 

A família de Cassel é formada por talentosos Mestres todos eles tem poderes excepcionais, todos menos o próprio adolescente, Cass não possui nenhum poder especial a não ser o seu talento para os golpes. O problema é que usar esse tipo de talento é terminantemente proibido pelo governo, então eles devem ser muito cuidadosos ao infringir a lei. 

Além de uma família extremamente poderosa os Sharpes são ótimos golpistas. E os irmãos mais velhos do garoto, Philip e Barron, trabalham para terríveis mafiosos. Mas este não é o grande segredo que todos eles guardam. Três anos antes Cassel matou sua melhor amiga (por quem era apaixonado), Lila Zacharov, e filha do mafioso para o qual os irmãos dele trabalham. Este é um assunto sobre o qual a sua família nunca fala..

Durante três anos nada de anormal, ou tão anormal quanto possível para alguém que faz parte de uma família de Mestres, aconteceu na vida de Cassel até ele sonhar com uma gata branca e acordar em cima de um telhado vestindo seu pijama. Depois deste sonho as coisas começam a ficar ainda mais estranhas. As coisas começam a se complicar quando Cass sonha novamente com a gata, mas o tal sonho se torna ainda bizarro que o primeiro, desta vez a ela eles estão no celeiro de sua casa e ela consegue falar com ele e não só pede a ajuda do rapaz como conta que na verdade está está enfeitiçada.

Poderia ter sido só mais um sonho se Cassel não tivesse acordado em sua cama com os pés cheios de lama. Por mais louco que seja ele começa a investigar e procurar, afinal nada é impossível no mundo dos Mestres. O que ele encontra levam-no de volta até o assassinato de Lila. Será que estivera errado durante os últimos anos? O que realmente aconteceu com a garota por quem era apaixonado? E, principalmente, por quê? Só ele pode descobrir isso.

Como disse no começo da resenha: adiar a leitura de um livro da Holly é um tipo de estupidez em vários níveis diferentes para quem gosta de YA's (como eu!). Gata Branca teve um começo meio confuso, mas as coisas acabam sendo explicadas e a narrativa começa a te prender ainda nos primeiros capítulos, mas não nas primeiras páginas. 

Vivo falando sobre como sinto falta de originalidade nos YA's ultimamente, todo mundo já está cansado de me ouvir dizendo isso, não é mesmo? Pois é, então eis o que precisam saber sobre este livro: vocês nunca leram nada como ele! Não só apenas um mundo novo é criado para dar suporte a esta história, mas toda uma mitologia da qual nenhum de nós podemos reclamar porque é algo absolutamente original.

Quer mais pontos a favor do livro? Que tal o fato de ele ser narrado pelo Cassel? Sim, ele é em primeira pessoa e o garoto narra, isso não é inédito, mas oferece um "escape" de narrativas femininas que, muitas vezes, deixam o livro completamente tedioso. Nada de dramas desnecessários aqui, Cassel é prático e muito racional, além de muito esperto e isso realmente me conquistou durante a leitura.

Pouquíssimas pessoas sabem, mas a são raros os livros que conseguem me surpreender de forma positiva, na maioria das vezes na metade do livro (às vezes até antes disso!) já descobri o que vai acontecer no final dele, claro que eu tinha uma ideia do provável final para esse primeiro livro, mas acontece que uma parte dele realmente de deixou pasma. Estava tão curiosa para saber o que acontecia que comprei o ebook de Red Glove, que na época ainda não tinha sido lançado, e terminei em dois dias!

Ahh preciso comentar algumas coisas: primeiro é que a parte interna da capa é preta. Adoro quando as editoras fazem isso, o livro fica com "um charme a mais". Meu segundo comentário não é tão positivo, Gata Branca tem páginas brancas (pelo menos a minha edição!). Até hoje não conheci uma pessoa que prefira folhas brancas, elas são muito ruins para ler. A terceira é que eu não gosto dessa capa, sei que todo mundo acha linda e eu acho bonita também, mas simplesmente não tanto quanto algumas outras que vi por aí ao longo dos anos. Das capas abaixo a minha favorita é a segunda. Qual você gostou mais?


Luva Vermelha e Alma Negra, o segundo e terceiro livros da trilogia respectivamente, já foram lançados no Brasil pela Editora Rocco há algum tempo então se você decidir da uma chance a série (sim, faça isso!) não terá que esperar para devorar as continuações!









Título: Gata Branca | Série: Mestres Da Maldição | Páginas: 360Autora: Holly Black 
Tradutor(a):  Regiane Winarski | Editora: Rocco

12 comentários:

F disse...

Olá
Gata branca está na minha lista de desejados há um bom tempo. E na verdade, a sua resenha despertou a minha motivação em poder ler por agora. Eu não sabia que o nome da série se chamava Mestres da maldição, eu só sabia que se trata de um gênero que eu amo. Suas impressões me deixaram bem curiosa sobre o desenvolvimento.
Beijos, F

Delmara Silva disse...

Oi
eu nunca li nada da Holly, na verdade nunca havia ouvido falar dessa autora, e depois de toda a paixão que você empregou na resenha fico me perguntando, como assim? Será que vivi em um mundo paralelo todo esse tempo? Eu também nunca li nenhuma outra resenha desse livro ou de qualquer outro dela, mas enfim, antes tarde do que nunca não é mesmo. Gostei bastante da premissa do livro e fiquei super curiosa para descobrir o mistério envolvendo a gata e a tal amiga. Leria sem sombra de dúvidas.

Beijos!

Dryh Meira disse...

Oiee Jessie ^^
Eu até que gosto de YAs, mas, assim como você, ando bem cansada da falta de originalidade dos enredos. Saber que este livro é diferente de tudo me deixou doida. Como assim eu ainda não o li? kkkk' sempre via a sinopse e pensava "poxa, deve ser igual aos outros", e acabava passando. Eu até que gosto desta capa, mas a segunda é mais bonita. Agora fiquei querendo ler kkkk' céus
MilkMilks ♥

Helyssa Santos disse...

Oi, essa trilogia está na minha lista há tempos mas ainda não comecei, mas depois dos motivos que deu realmente lembrei porque ele está na minha lista. Vou tentar ler em breve, bjs

Rízia Castro disse...

Oi
Nunca li um livro da Holly.
Engraçado como isso acontece com a gente né? Adiamos uma leitura e acabamos nos arrependendo depois! Já tinha visto esse livro, mas acho que é a primeira resenha que leio e encontrei vários elementos que chamaram minha atenção.
Anotei a dica para quando tiver oportunidade ler.
Gostei muito da 3ª capa. Mas todas são incríveis.
Ótima resenha.
Beijinhos
Rizia Castro - Livroterapias

Bruna Eduarda disse...

Olá!
Então, eu não conheço a autora e nem a obra. Acho que seria igual a você e enrolaria para ler o livro. Adorei o fato de que a história do livro é original e não aquela mesmice de sempre. Outra coisa que eu realmente gostei foi que o ponto de vista do livro é masculino, eu simplesmente AMO quando leio livros assim, eu não sei, tudo fica melhor pra mim. E eu também não gostei muito da capa, sei lá, não seria minha escolha haha e eu realmente não gosto de folhas brancas, pra mim são horríveis! Enfim, obrigada pela dica, eu realmente amei ♥
Um beijo

Sabrina Finoti disse...

Oi!
Ainda não conhecia essa série da Holly, e já fiquei completamente encantada.
Concordo com você quando diz que ela tem muita criatividade e consegue criar histórias completamente inovadoras e que fogem de qualquer clichê de qualquer gênero que a gente tente classificar sua escrita.
Pela sua resenha fiquei bastante animada em lê-la, principalmente por ela já estar toda publicada

Olá!
Confesso que não leio muito YAs por conta da falta de originalidade, mas saber que esse é diferente de tudo que temos por aí, me deixa muito curiosa para fazer a leitura, coisa que não faria pela capa e pelo título.
Mesmo esse final previsível não me afasta e isso é muito bom.
Vou anotar a dica, sem dúvidas.
Beijos

Oi!
Ai, Gata Brancaaaaaa! Adoro esse livro! Na época em que foi lançado eu não curti muito a leitura, mas reli há um tempo atrás e percebi como a narrativa é boa! A personalidade prática e racional de Cassel é o que mais gosto na trama da Holy, ele não tem mimimi e acompanhar sua visão é a melhor coisa que a autora fez nesse volume hahah sobre as capas.... eu sinceramente prefiro a quarta... haha
Beijos!

Jamily Moura disse...

Olá!
Como eu nunca ouvi falar desse livro nem dessa autora? Como pode? Eu adorei a premissa, pareceu bem original e isso realmente é muito raro esses dias, não é? Praticamente todos os livros nos passam uma certa sensação de "mais do mesmo"... É bom saber que ainda aparecem livros novos com conteúdo novo também. Gostei da sua resenha, fiquei instigada pela história. Entrou para a lista dos desejados!

Olá!
Acredito que nunca tinha ouvido falar desse livro? A Autora não me é estranha mas não tenho certeza se já li alguma coisa dela. Confesso que pela capa jamais esperaria uma história surpreendente assim, então fiquei bem surpresa e com muita vontade de ler, espero que consiga fazer isso muito em breve!
Beijos.

OOI! Apesar de ter odiado a capa, me interessei pelo livro durante a sua resenha. Nunca li nada da Holly Black, até comprei um livro que ela escrevia com a Cassandra Clare, mas tenho que divagado ainda mais que voce dfngndfjgfd É um grande incentivo para começar a ler. Abraço!

Obrigada por compartilhar conosco a sua opinião