[RESENHA] Irresistível #2: Estranho Irresistível

6/29/2017 Aninha Goulart 0 COMENTÁRIOS

Foto por Cotidiano de Leitores
Oi seus lindos, hoje nos vamos falar um pouquinho sobre o segundo livro da série Irresistível: Estranho Irresistível (a resenha do primeiro livro vocês podem conferir aqui), e eu sei que demorei um pouco para escrever a resenha da sequência (que vergonha Aninha!), mas enfim vou contar para vocês a história de Max e Sara, ambos aparecem em segundo plano no primeiro livro, mas agora é a vez deles estarem no centro do palco sob a luz dos holofotes, então vamos ao que interessa.


Max Stella é um charmoso playboy britânico que ama as mulheres, uma informação conhecida em toda a cidade, o que não quer dizer que ele não valorize as mulheres, ele só não encontrou uma garota que realmente desejasse ter por perto por mais do que algumas noites.

Já Sara Dillon é aquela garota que viveu em um relacionamento abusivo por tempo demais até se dar conta de que valia muito mais do que se obrigou a terminar, agora ela está determinada a finalmente viver. Depois de ser traída, ela decide aceitar o convite de Chloee e se muda para Nova York em busca de agitação e paixão sem compromisso. 

Assim o destino arma uma surpresa para os dois e faz o mulherengo encontrar uma doce mulher em uma boate. O que não deveria significar nada além de uma noite de diversão para nenhum dos dois vira algo diferente de tudo que ambos já viveram e a maneira – e velocidade – com a qual Max acaba com inibições de Sara está prestes a transformar essa relação em algo arrebatador para ambos.

Ambos começam a perceber que aquela relação (que começou apenas por diversão) está mudando, sentimentos mais profundos estão nascendo e isso é assustador. Max nunca teve este tipo de relacionamento em sua vida e Sara acaba de sair de um daqueles cheios de problemas. Como os dois podem fazer isto funcionar?

Eu gosto muito deste livro porque mostra uma superação (um tanto quanto radical para mim, mas ainda assim válida de diversas formas), pois em Cretino Irresistível nos temos Sara que é a boa amiga, mas não sabemos realmente o que acontece com ela e é só neste volume da série é que descobrimos como ela passou anos de sua vida se submetendo as vontades de desejos de um babaca que não fazia nada por ninguém além dele mesmo.

Max é um clássico príncipe britânico, ele é gentil e cortês, ainda que não da forma clássica, sabe como cativar e tratar uma mulher, é o que é e não tenta esconder isto de ninguém. Como um homem jovem e bonito, ele vive seus "relacionamentos" sem mentiras, para todas as mulheres com quem se envolve ele deixa claro que aquilo não se transformará em um grande romance.

A história é mais do que as experiências pessoais de Sara e Max, fala sobre a superação no campo amoroso. Sim, este é um livro erótico, mas as sexo são muito importante para a autodescoberta de Sara, onde depois de anos em um relacionamento que a fazia ficar estagnada com um homem abusivo que nunca se preocupava com seu prazer ela descobre coisas que ela nem sequer imaginava serem possíveis e ela adora aquele novo universo que está se abrindo.

Todo o contexto deles é interessante, embora deva admitir que é possivelmente o livro da série que menos me prendeu, eu amei as personagens e suas histórias. Amei que Sara seja uma mulher descobrindo sua força e não tendo medo disto, mas em comparação com o livro da Chloe e do Bennet, não me prendeu tanto, eu não me via ansiosa para ler ou loucamente apaixonada pelo Max. 

Contudo vale salientar que realmente, ainda que seja um homem esplêndido e maravilhoso, Max não faz o meu estilo e eu não me vejo como a Sara, uma garota acanhada que só descobre sua voz anos depois, então eu não me prendi tanto. Mas vale muito a pena ler, porque ainda que cada livro conte uma história, a gente consegue acompanhar a vida dos personagens anteriores e isto é muito interessante para o leitor.






Título: Estranho Irresistível | Série: Irresistível | Páginas: 284
Autor(a): Christina Lauren | Editora: Universo dos Livros

0 comentários: