[RESENHA] Mister Moneybags

6/22/2017 Tiffannyk 0 COMENTÁRIOS


Penelope Ward e Vi Keeland, são autoras que eu costumo ler bastante (você pode ler resenhas dos livros delas aqui e aqui), mas eu não me lembro de ter lido alguma parceria das duas anteriormente. A sinopse desse livro me deixou empolgada e como eu não queria ler RoomHate mais uma vez (vocês conhecem meu apego a esse livro), decidi dar uma chance. Então, vem comigo para saber qual a minha opinião sobre essa junção.

Dexter e Bianca se conhecem em um elevador. Ela muito distraída e nervosa por ir entrevistar o CEO de uma grande empresa que tecnicamente acabou com o casamento dos seus pais. Ele um magnata que tem privacidade em primeiro lugar e que desperta a curiosidade das pessoas por nunca ter estampado um tabloide.

Uma das coisas que mais gostei no livro foi o fato de que mesmo o assunto ser completamente batido, aqui Dex, não é o típico CEO que a gente vê nos livros, excêntrico, cheio de manias, reservado, mas envolto em uma aura de glamour e celebridade. Por conta do seu pai trambiqueiro, ele nunca quis ser tubarão da mídia e reservou sua vida totalmente desse mundo. Ele é só um administrador de empresa comum, que trabalha 80 horas por semana e calha de ter um grande império. Ele é completamente simples e honesto, o oposto de seu pai e se orgulha disso.

Por isso ele é tão diferente dos Grey's da vida. A história dele e de Bianca, é uma história comum, sem recheios de viagens extravagantes de última hora em jatos particulares, joias caras para impressionar ou coisas assim. Ele tem sim, uma vida de CEO, mas bem mais próxima da realidade do que do glamour dos livros.

Em meio há uma pane elétrica, os dois ficam presos no elevador e Bianca tem um ataque de pânico, entre ela tentando sair do seus vórtice de medo e ele a distraindo, ela deixa claro a sua impressão de pessoas ricas como Dexter: não valem o chão que pisam.

Como não foi reconhecido, e graças a sua roupa de ginástica, Dexter decide não se identificar e acaba a chamando para sair sobre a alcunha de Jay Reed, um entregador comum, sem todos os problemas que ela acabou atribuindo ao Mr. Moneybag, como ela pejorativamente se refere a Dexter.

Inventando um monte de mentiras, Dexter acaba se apaixonando por Bianca como Jay, mas o que ele não esperava, é que através da entrevista por e-mail como ele mesmo (ele acaba cancelando a entrevista presencial para sair como ela como Jay), isso também acontecesse.

Dexter e Bianca tem um caminho bem tortuoso para enfrentar até ficarem juntos. Cheio de reviravoltas que deveriam ser dramáticos, mas no final só se tornam inconsistentes. O problema do pai de Dexter com a família de Bianca era além da demissão de sua mãe e a ruína financeira da família, um dramalhão mexicano que me deixou curiosa para saber o final, mas que realmente não me convenceu.

Aliás a história toda não é nem um pouco convincente, me lembra a época que eu escrevia fanfics coletivas no orkut, onde pessoas aleatórias escreviam cada pedaço e por mais que a história fosse realmente empolgante, ninguém estava na mesma página, construindo o mesmo objetivo.

Tenho a impressão de que isso aconteceu nessa parceria. A história é boa, como quase tudo que a Vi e a Penelope fazem, mas faltou coerência. Desde a criação de Jay, por Dexter dentro do elevador, até o drama que envolve a família de ambos mais profundamente, parece tudo muito forçado. Mesmo assim é um bom livro de se ler, daquele para matar uma tarde tediosa sem colocar muitas expectativas. Mr. Moneybags é apenas entretenimento. Raso e divertido como um livro de banca de jornal.


Título: Mister Moneybags | Páginas: 300
Autor(a): Vi Keeland & Penelope Ward | Editora: Everafter Romance

0 comentários: