[RESENHA] O Gigante Enterrado

7/11/2017 Jessie 16 COMENTÁRIOS


Kazuo Ishiguro é um autor que vem recebendo várias críticas positivas ao longo dos anos, tanto de blogueiros quanto de outros autores e isso vem me deixando muito curiosa a respeito de seus livros, então surgiu a oportunidade de ler O Gigante Enterrado e eu não pensei duas vezes e embarquei nesta nova leitura emocionante!

Nesta leitura somos transportados para uma Grã-Bretanha do passado devastada por várias guerras que aconteceram não muito tempo antes, pela queda do rei Arthur e que também assombrada por uma maldição: uma névoa que provoca o esquecimento em todos ali. Esses problemas já seriam enormes, mas ainda há as ameaças de serem invadidos por ogros, o que deixa os moradores inquietos e preocupados.

Nesse contexto conhecemos Axl e Beatriz, um casal que decide partir em uma busca pelo filho, mesmo não se lembrando de sua aparência ou da última vez que tiveram contato com ele, aliás eles não sabem nem mesmo seu paradeiro, tudo que possuem são indícios. Durante sua jornada eles encontram alguns cavaleiros remanescentes da gloriosa época de Arthur e esse encontro gerar algumas consequências para os dois.

Ao decidirem continuar sua busca pelo filho eles vão acabar procurando também por uma forma de anular os efeitos da névoa e o casal de idosos terá seu amor posto a prova, será que o sentimento que nutrem um pelo outro é o bastante para superarem as adversidades de sua jornada? Como eles podem superar essas dificuldades se não podem nem ao menos se agarrarem a lembranças de momentos que viveram juntos? Os sentimentos se tornam mais fortes de acordo com as memórias ou não lembrar de tudo de ruim que já aconteceu torna um relacionamento mais fácil?

A ficção criada por Ishiguro é absolutamente apaixonante bem como as personagens criadas por ele. O background que o autor cria para basear a personalidade do casal faz com que vejamos algumas coisas que podem passar despercebidas para nós no dia-a-dia, eles sustentam uma união onde as lembranças não são uma opção, assim os sentimentos e adversidades são apresentados sob um ângulo bastante interessante e totalmente inovador.

Outro fato que pra mim fez grande diferença na hora de ler a obra é o tempo em que ela se passa e mesmo a construção do mundo feita pelo autor. Eles nos mostra uma Grã-Bretanha devastada não apenas pelas guerras para ver quem controlaria o império depois da queda do Rei Arthur, mas também seres míticos nada bonzinhos e isso torna a fantasia ainda mais interessante.


E já que toquei no ponto da fantasia, preciso ressaltar que apesar de ela permear toda a trama de Ishiguro e ser absolutamente bem criada e essencial para os acontecimentos do livro, tudo isso acabou ficando em segundo plano enquanto lia pois me apeguei tanto a Axl Beatriz que não consegui me ater tanto aos seres míticos do livro e acredito que por esse motivo me senti tão absolutamente preenchida pelos acontecimentos. Isso nunca tinha acontecido comigo durante uma leitura e eu fiquei absolutamente maravilhada com a experiência. 

A grande discussão proposta pelo autor do livro é a relação entre a memória pessoal e a coletiva e como ela interfere na nossa vida, afinal de contas quem somos nós sem nossas lembranças? Ou seria melhor esquecer o passado e viver o presente? Preciso ressaltar que este questionamento realmente mexeu muito comigo durante a leitura e mesmo depois de tanto tempo não consigo decidir se há uma resposta correta para o assunto.

Esse é um livro com um tema bem puxado e que pode não agradar todo mundo, principalmente aqueles que estão numa fase onde preferem uma leitura mais leve, mas a proposta é tão interessante que certamente aqueles que decidirem lê-lo vão se sentir arrebatados pelo livro. Então o meu conselho é o seguinte: leia O Gigante Enterrado em algum momento da sua vida pois esta obra irá te arrebatar.








Obra: O Gigante Enterrado | Autor: Kazu Ishiguro | Páginas: 396
Tradutor: Sonia Moreira Ano: 2015| Editora: Cia das Letras 

16 comentários:

F disse...

Ola
Nao conhecia esse enredo, mas adorei poder conferir as suas impressões e fiquei bem curiosa quanto ao desenvolvimento. O tema me pareceu bem intenso, com uma proposta arrebatadora mesmo, e pelos elementos também pude compreender que essa discussão, ao qual você comentou, garante algumas mensagens nessa trajetória.
Beijos, F

Oi.
Eu estou em um momento em que prefiro ler obras mais leves. No entanto, a sua resenha me cativou.
Eu nao conhecia o livro ou o autor, mas a proposta da obra parece muito interessante e é o tipo de fantasia que gosto.
Adorei e anotei a dica.
Beijos.

Lucy disse...

Oi, Jessie!
Adorei sua resenha e a premissa do livro. Parece ser uma história muito envolvente e emocionante. Acho que preciso ler livros diferentes assim no momento, sabia?
Bjos!
Por essas páginas

Ivi Campos disse...

Talvez a questão da fantasia ter ficado um pouco apagada na trama, me faça me interessar mais pelo livro, porque realmente fantasia não é minha praia.
MEU AMOR PELOS LIVROS
Beijos

Livros & Tal disse...

Oie!
Nossa que capa linda gente... realmente não conhecia esse livro, mas como você mesmo disse, não são todos que podem gostar da temática dele e eu acredito que não estou no momento para realizar esse tipo de leitura.

beijos
Livros & Tal

Diane disse...

Olá...
Amei essa capa e sua resenha ainda mais ;)
Gostei bastante dos temas tratados na obra e pelos seus comentários tenho certeza que estou diante de uma leitura maravilhosa e que tem tudo para me agradar!
Muito obrigada pela dica ;)
Bjo

Primeiro preciso ressaltar que você escreve resenhas muito bem, fiquei encantada! Lembro de quando esse livro foi lançado, fiquei encantada pela edição, tão magnifica! Nao é meu genero mas lembro-me que foi uma leitura memorável.

Tamires Marins disse...

A capa desse livro é lindíssima. Quando ele foi lançado eu cheguei a ler uma ou duas resenhas dele, mas acho que ele ficou meio esquecidinho... as pessoas não deram muita bola.
Eu acho a proposta até interessante e o fato da fantasia ser secundárias me atrai, porque não curto muito o gênero. Mas não é algo que lerei agora pois, por mais interessante que seja, não é uma história que faça muito meu estilo. Posso vir a ler quando as leituras estiverem mais em dia.

Beijos

Saga Literaria disse...

Olá, tudo bem?

Parabéns pela resenha, ficou muito boa Jessie. O livro "O Gigante Enterrado" é muito bom, o autor Kazup Ishiguro tem uma bela escrita. Esse livro tem uma trama envolvente e emocionante. Por fim, a capa é linda!

Sabrina Finoti disse...

Oi!
Eu amo fantasias, e fiquei bastante curiosa com essa história por ela se passar em um período que nunca li nada, e mostrar um lugar tão diferente como a Grã-Bretanha.
A temática da memória coletiva também é muito interessante, e deve levar o leitor a refletir muito durante o livro
Comc erteza entrou para minha lista de desejados

Oi, tudo bem?
Eu não conhecia esse livro ainda, mas de cara já fiquei super animada, pois gosto de história que abordem guerras e Ishiguro parece ter criado uma história bem apaixonante mesmo. Enfim, apesar de não ser muito fã de histórias com toque de fantasia, vou marcar essa sua dica.

Beijos :*

Alice Teixeira disse...

Oi oi querida!
Adorei a resenha. A sua forma de expressar a sua opinião sobre o livro foi muito sincera e fofa. Essa capa é linda, e toda a premissa muito bem desenvolvida. Mas o gênero do livro não faz muito o meu tipo, mesmo com tantos pontos positivos, ainda estou com um pouco de receio pela leitura.

Beijos, Enjoy Books

Ludimila Silva disse...

Olá!
Não conhecia o livro e achei muito interessante, principalmente por trazer algo bem diferente do que tenho visto por aí.
A resenha está ótima, e claro se eu tiver a oportunidade irei ler.

Olá!
Esse livro tem uma premissa que me agrada muito desde o lançamento. Como você disse, são muitos elogios para com o autor. A mistura da fantasia nesse livro parece ter sido feita na medida certa e fiquei intrigada para saber o que acontece nessa trama. Sem dúvidas, dica anotada.
Beijos

Olá, tudo bem?
Que resenha completinha, adorei pois não conhecia o livro e agora estou bem interessada em realizar a leitura.
Um beijo.

Lana Silva disse...

E a primeira resenha que leio deste livro, e fiquei encantada pela trama, me pareceu bem original, e diferente do que estamos acostumados a ver em livros do gênero, mesmo a trama sendo um pouco complexa ainda sim pretendo dar uma chance a esta leitura.

Participe do TOP COMENTARISTA de AGOSTO, para participar e concorrer Ao livro "Dois Mundos", o primeiro da série "Tesouros da Tribo de Dana" da escritora Simone O. Marques, publicado numa edição linda pela Butterfly Editora.
http://petalasdeliberdade.blogspot.com.br/