[RESENHA] Minha Vida (não tão) Perfeita

9/12/2017 Carol Oliveira 0 COMENTÁRIOS


Oie gente hoje vou falar pra vocês desse mais novo lançamento da Editora Record, que conheci no evento da Editora, o Mochilão da Record, e desde então acrescentei-o a minha listinha de desejados. Minha Vida (Não Tão) Perfeita, adoro esses livros únicos da Sophie, pois eles sempre garante diversão e distração, mas vamos a história de Katie, ou melhor Cat, ou melhor Katie mesmo. rs.


Cat é a nova versão de Katie para a cidade grande, quando ela sai do interior da Inglaterra, Somerset para ser mais exata, e vai viver em Londres, decide se reinventar e ser Cat a jovem descolada que tem a vida perfeita na cidade grande para todos verem no instagram, mas nem tudo é um mar de rosas, afinal seus seguidores não sabem que o café super fofo que ela postou na verdade não era dela, e por ai vai...

A realidade da vida de Katie é muito dura, ela divide um apartamento com 2 pessoas estranhas, tem um quarto minusculo que não consegue nem por um guarda roupas e ainda leva 2h para chegar ao trabalho todos os dias, enfrentando a guerra dos transportes públicos e o clima de Londres. (Ok a vida de muita gente é assim, eu super me identifiquei com ela) Mas um dia sua chefe a pede que ela interfira em uma reunião que ela tinha marcado com Alex, Katie não sabe quem ele era ou o que faz na empresa e passa um bom momento com ele, testando uns produtos que haviam sido enviados a empresa, só depois que ela vai procurar saber quem ele era e acaba descobrindo que na verdade ele é um dos sócios da empresa! 

Pensando que havia rolado um clima com Alex, Katie fica toda empolgada, ele lhe da dicas de como conseguir chances com a chefe dela, e ela acaba criando esperanças de um dia ter algo com ele, e vê uma luz no fim do túnel em relação a sua carreira quando uma das dicas dele dá certo. Até o inesperado acontecer, e Katie ser demitida. 

Sophie Kinsella é uma ótima autora/criadora de personagens bem doidas que conseguem se encontrar no mundo, e nesse livro não foi diferente, nele vemos Katie tentando aparentar para todos que tem uma vida perfeita quando a realidade é totalmente diferente, e temos também Demeter que também aparenta ter uma vida perfeita e na realidade é totalmente uma fachada, só que diferente de Katie, ela não inventa, as pessoas só tiram suas conclusões. 

Alex o "mocinho" do nosso livro nem é tão central assim na história, o que achei estranho no início mas até gostei depois, pois assim podemos ver a personalidade da Katie tomando forma e alcançando seu potencial sem a interferência dele, mostrando que ela tem uma segunda chance para começar as coisas direito! 

O que falar do Alex, ele é outro personagem mal resolvidos, mas a Sophie escreve história de mulheres em ascensão, já notei isso em outros livros dela, onde o homem não tem seu destaque, e sim sempre as personagens femininas, não que isso seja ruim, só que ela acaba perdendo grandes oportunidades com personagens com bagagens legais a serem exploradas também, mas acho que o livro por ser todo narrado no ponto de vista da Katie acarreta ela não contar muito do Alex.

O pai e a madrasta dela são verdadeiras coisas, adorei a forma como foram apresentados e como o desenrolar de toda a mentira de Katie torna a participação deles no livro tão importante e divisora de águas na vida dela.

O livro é aquele bom e velho chick-lit da Shopie Kinsella, mesmo concordando com outras opiniões que vi pela rede de que já li melhores da autora, mas é um bom livro pra distrair a mente, pois aos poucos você se vê querendo ajudar Katie a resolver todos os problemas que acontecem no decorrer da história!

Título: Minha Vida (não tão) Perfeita |  Páginas: 406 Autor(a): Sophie Kinsella 
Tradutor(a):  Carolina Caires Coelho | Editora: Editora Record

0 comentários: