[RESENHA] Unearthly #1: Sobrenatural

10/17/2017 Jessie 1 COMENTÁRIOS


Sabe aquele livro que fica intocado na sua estante durante um tempão porque nunca te desperta a curiosidade e de uma hora pra outra te da vontade de ler? Pois é, foi exatamente o que aconteceu comigo e Sobrenatural! Imaginem a minha surpresa em descobrir que este livro é maravilhoso e que me encantei com suas personagens.
Clara Gardner é uma adolescente totalmente atípica: ela é uma sangue-de-anjo, ela não é só um ser mencionado na Bíblia, todo Nefilim tem uma missão, a qual nasceu para cumprir, um propósito, é como eles chamam. E como descobrir seu propósito? Bom, o sangue-de-anjo tem visões (bastante vagas, para dizer a verdade) recorrentes que vão dando informações sobre.

Clara sempre se vê andando em direção a uma floresta em chamas e encontrando um garoto de costas para ela, o qual ela presume que deve salvar das chamas. Depois de algumas visões ela acaba descobrindo onde o incêndio vai acontecer e junto com a sua mãe e irmão (o pai não mora com eles) se mudam para a pequena cidade de Jackson Hole com o intuito de cumprir o propósito.

Ao chegar à escola que deve frequentar a primeira coisa que ela vê é o carro de sua visão, uma caminhonete prata com os dizeres "AVALANCHE" na traseira e é quando a garota tem certeza de que, enfim vai ver o rosto do garoto misterioso que deve salvar. Ao sair de uma de suas aulas ela o vê e desmaia, sendo carregada por Christian até a enfermaria.

Os fatos começam a se encaixar para a sangue-de-anjo no que diz respeito ao seu propósito e Clara começa a fazer amizade com Wendy depois com Ângela, e as coisas podem se complicar um pouco quando o charmoso cowboy e  irmão de Wendy, Tucker, entra na vida dela. Uma coisa é certa: Clara deve estar na floresta e encontrar Christian lá, mas o que aconteceria se ela não estivesse lá quando devia, como sua visão mostra?

Como eu disse antes eu tinha esse livro há muito tempo mesmo e até o fim de semana passado ele nunca havia me interessado, mas como eu estava doente (e cansada!) e não podia sair da cama quando terminei a minha leitura anterior e fui buscar um novo livro pra ler na hora pensei em Sobrenatural, não por um motivo especial, só fiquei verdadeiramente curiosa sobre ele naquele momento, só posso dizer que valeu a pena cada hora de sono perdida com esse livro.

Clara é uma personagem bastante carismática, mas também um pouco chata. Acredito que como qualquer adolescente da ficção ela tenha que ter esse lado obsessiva por causa de um cara (neste caso dois!) o que é relevante. A mãe dela, Megg, é um caso à parte, em geral não sou a maior fã de mães na literatura, mas Megg realmente me cativou e ela tem um papel fundamental e de destaque o que é bem interessante, por outro lado o pai da garota apareceu por dois minutos e sumiu o resto do livro, mesmo assim Michael é um personagem do qual eu gostei, mas isso porque tenho informações privilegiadas pois já li o segundo livro.

Pois é, mas nem tudo são flores, eu detestei Jeffrey, o irmão caçula e insuportável de Clara, ele parece uma garotinha mimada, faz tudo o que quer e não se importa com as consequências, ele também não pensa em mais ninguém além dele mesmo. Ângela é uma das minhas favoritas, ela é uma personagem perspicaz e vive com a cara nos livros,  ou lendo pra se distrair ou pesquisando mais sobre assuntos que a interessam (alguém se identifica?). Durante todo esse livro eu shippei Tucker e Clara, ele é deveras muito charmoso, mas quando o Christian realmente entra na jogada as coisas mudaram, comecei a torcer para ele conseguir ficar com a garota no fim.

A diagramação do livro é muito bonita, há um diferencial em cada começo de capítulo, realmente um charme! Já a capa é bastante bonita, mas dentre as que eu vi certamente não é a mais bonita na minha opinião, ainda assim é melhor do que a imagem que está no skoob, por exemplo.


Esse é um dos melhores livros da finada iD que eu tenho na minha coleção, ele traz um conceito novo sobre anjos para a literatura que achei absolutamente interessante. O segundo livro já foi lançado aqui no Brasil, contudo o terceiro não deve ser publicado uma vez que o a editora iD fechou a alguns anos.









Título: Sobrenatural | Série: Unearthly | Páginas: 438 Autor(a): Cynthia Hand 
Tradutor(a):  Paulo Afonso | Editora: iD

1 comentários:

Fiquei muito interessada nos livros, mas ler no final que o terceiro livro pode não ser publicado porque a editora fechou, me deixou desanimada. Se há uma coisa que detesto, é começar a ler uma série, trilogia, ou seja lá o que for, que tenha continuidade e não poder terminar de ler, me deixa tremendamente frustada e daí, nem começo a leitura. Gostei da resenha e as capas são lindas.