[RESENHA] Fifty Shades #2.5: Mais Escuro


Oiii seus lindos, voltei para falar para vocês sobre o segundo livro da saga de Fifty Shades, Mais Escuro, livro este que eu já suspeitava que viesse (falei isto na resenha de Grey AQUI) e eu estava realmente ansiosa para conhecer a versão do Christian dos fatos de Cinquenta Tons mais Escuros, então bora conferir o que eu achei (A resenha contém SPOILERS das versões anteriores). 

Neste livro temos a versão do Christian quanto aos fatos ocorridos no segundo livro da saga (vocês podem conferir a resenha AQUI) então temos como Grey reagiu a separação deles, como ele decidiu ir atrás de Anastácia e tentar reconquista-la e depois disso como ele reagia a volta e como ele vive um relacionamento que é total e completamente diferente de tudo o que ele já viveu.

Na resenha de Grey eu disse como estava total e absolutamente desejosa que a E.L. James escrevesse a versão do Christian sobre os fatos de Cinquenta Tons Mais Escuros, porque é o meu livro preferido da trilogia principal e porque existem fatos (como o Christian se colocar como submisso para a Ana) que eu realmente queria ver do ponto de vista dele, então eu fui completamente empolgada e ansiosa conferir esta leitura e? Que decepção!

Os pontos que eu queria ver sob o olhar do Christian foi totalmente obscurecido pela personalidade que a Ana tinha em Cinquenta Tons de Cinza (vocês não leram errado, é aquela Ana idiota e insegura do primeiro livro mesmo), eu entendo que a ruptura que eles tiveram ao final do primeiro livro reforçou um pouco dos traumas que o Christian tem, mas sinceramente, qual a necessidade de empregar nela a personalidade insegura que a Ana tinha? Em algumas partes eu fiquei ate esperando o surgimento de um deus interior.

Tudo o que a Ana faz na cabeça do Christian é um indicativo de que ela irá largar ele, mesmo ela dizendo um milhão de vezes que o ama e que não importa o que aconteça ela estará lá. Gente ele é um personagem forte, dominador e psicologicamente doente? Sim, mas ainda assim é forte! E pelo que eu li na versão da Ana e na versão dele, ela lidou com a separação e a volta infinitamente melhor, e olha que eu achei ela bem irritante neste quesito.

Tem partes que realmente foram interessantes e que me mostraram exatamente o que eu queria ver quando li Grey, mas honestamente: estas partes não compensaram o chororó que o Christian tem internamente por medo da Ana largar ele de novo, eu fiquei sufocada com esse medo todo e achei ele bem mimizento.

A escrita da autora continua a mesma, fluida e bem tranquila de ler, não achei erros de revisão, e como li em ebook não posso falar muito mais sobre a edição. A única coisa que realmente me incomodou foi a transformação da personalidade do Christian em um misto de todos os traumas que ele já com o tom de insegurança da Ana quando ela ficava se perguntando porque ele tinha escolhido ela.


Enfim para quem gosta da saga é uma leitura meio frustrante (pelo ou menos foi para mim), mas de toda a forma vale a pena conferir porque é uma visão diferente da Ana, uma vez que ela em cinquenta tons mais escuros lidou de outra forma com tudo (uma forma bem melhor, mas ainda assim diferente), então meio que da um parâmetro maior do que é a relação do casal.



Título: Mais EscuroSérie: Fifty Shades Páginas: 496 | Autor(a): E. L. James
| Editora: Intrínseca | Ano: 2018

Fifty Shades
Cinquenta Tons de Cinza| Cinquenta Tons Mais Escuros| Cinquenta Tons de Liberdade | Grey | Mais Escuro 

Comentários
5 Comentários

5 comentários :

  1. adoro esse estilo de livros ja ouvi muita gente falar dele e sempre tem uns que amam e outros odeiam tenho vontade de ler um dia fico muito boa sua resenha
    bjs
    BLOG♥ Coisas da bueno

    ResponderExcluir
  2. Nossa, essa série do Grey eu quis distância, mas o meu livro favorito também é o segundo e acho que deveria ter terminado ali mesmo.
    Beijos
    Balaio de Babados

    ResponderExcluir
  3. Poxa! Que pena que o livro tenha sido decepcionante para você.
    Eu estou gostando bastante dessa versão da história, porque agora temos a chance de descobrir quem o Grey realmente é, sem aquela visão deturpada que a Ana tinha!! Se tem uma coisa que minha profissão me ensinou é que sempre existem duas versões que devem ser ouvidas antes de decidirmos qual é a verdade!!! Rs...
    beijos
    Camis - blog Leitora Compulsiva

    ResponderExcluir
  4. Olá, achei bem legal isso de ter a história pelo ponto de vista dele, ainda que eu só tenha lido o primeiro livro, mas pra quem é fã deve ser muito bom; ficou ótima a sua resenha, uma pena o Grey ter ficado tão mimizento nesse livro.

    ResponderExcluir
  5. Essa série não funcionou para mime eu larguei a trilogia original no segundo livro, mas entendo que muito ainda se há de dizer desses livros e é uma torneira aberta de dinheiro para a autora.
    Beijos

    ResponderExcluir