[RESENHA] Os Segredos Dos Olhos De Lady Clare - Paraíso Literário

11 de junho de 2018

[RESENHA] Os Segredos Dos Olhos De Lady Clare


Oi gente! Na resenha do especial do Mês dos Namorados de hoje (e se você não sabe do que estou falando clica aqui) vou falar um pouquinho com vocês sobre Os Segredos Dos Olhos De Lady Clare, um romance de época bem diferente que foi lançado a pouco tempo pela Editora Harlequin. Então continue lendo pra saber mais.

Clare tem um passado bastante conturbado o qual ela esconde de todos que estão  a sua volta, mas a assombra constante e incansavelmente. Ela nunca soube quem são seus pais, foi vendida como escrava e fez algo terrível para se livrar deste destino. A jovem realmente não levou uma vida fácil, mas quando encontrou o Sir. Geoffrey, uma cavaleiro de origem humilde, as coisas começaram a mudar.

Acontece que Geoffrey cometeu um terrível erro para para tentar ajudar sua mãe doente, Nicolla, e sua irmãzinha, Nell. O preço foi alto e ele acabou pagando com a própria vida. Sem querer desamparar as duas pessoas mais importantes da vida do homem que a ajudou ela acaba ficando e cuidando delas, o que leva Clare até um torneiro onde recebe uma terrível notícia: o mercador de escravos que a vendeu está na cidade e com uma característica tão marcante como a heterocromia seria facilmente reconhecida por ele.

É por causa do torneio que Sir. Arthur, um homem que não possui berço e por esforço próprio se tornou o mais importante dos cavaleiros do local, vê a jovem dama e logo tem a sensação de que a conhece. Ele a viu uma vez no funeral de Geoffrey, mas há algo mais o incomodando que ele não consegue dizer.


Pouco tempo depois  quando está voltando para casa com Nell ela se depara Verona, o mercador de escravos que a vendeu. Sem nenhuma outra opção ela manda a menina de volta para casa com uma desculpa e decide fugir de Champanhe naquele momento. Acontece que o time dela não poderia ser pior, já que é mais ou menos neste momento que Arthur se lembra porque ela lhe é tão familiar: ele já viu aqueles mesmos olhos em um Conde bretão. E então ele supõe que ela só pode ser a filha bastarda do mesmo.

Como Clare já havia partido, Arthur é enviado atrás dela e designado para levá-la até seu provável pai e apresentar um ao outro, mas a jornada dos dois toma rumos muito mais improváveis e uma ligação nasce entre os dois, uma ligação que Clare quer a todo custo ignorar enquanto Arthur deseja explorar...

Eu estava bastante ansiosa por essa leitura, mas confesso que Os Segredos Dos Olhos De Lady Clare demorou a empolgar. Se eu não me engano ele é o segundo livro de uma série, mas o terceiro a ser lançado (uma bagunça total!) que se inicia com O Campeão De Lady Isobel ou Cartas Para Uma Falsa Dama, não sei dizer porque a ordem de lançamento desses livros pela Harlequin é uma bagunça só! Aliás pasmem: a editora não faz qualquer link entre os livros além do estilo da capa, deixando a entender que apesar de serem da mesma autora são independentes. O começo foi extremamente confuso por fazer menção ao livro anterior e olha que legal: eu não li! Então foi difícil avançar as primeiras cinquenta páginas, mas quando a narrativa foca na história de Arthur e Clare as coisas fluem melhor.

Os Segredos Dos Olhos De Lady Clare talvez seja o romance de época mais diferentão que já li. Ele se passa em 1.174, então aqui não tem bailes e tudo que eu vejo em livros do gênero o quê foi bom, fugiu um pouco do esperado. Por outro lado isso coloca a trama em plena Idade Média, mas Carol Townend parece ignorar várias vezes a ambientação da história e coloca elementos tão progressivos na trama que fica difícil "comprar". O que é realmente uma pena porque a premissa é interessante e o período em que se passa o romance também.


Clare é uma personagem cheia de nuances e com uma história absolutamente trágica o que me fez sentir empatia por ela quase que imediatamente. Arthur não é menos complexo e possui um charme que é difícil de ignorar, assim como seu senso de justiça e lealdade. A química entre eles é boae apesar de eu ter demorado um pouco para torcer pelo casal quando aconteceu eles realmente me conquistaram.

Senti muita falta de personagens secundários, eles praticamente só aparecem no começo e no fim do livro, mas fiquei particularmente apegada a Francesca, cuja vida é diretamente afetada e modificada pela simples existência de Clare e que, a princípio, eu achei que detestaria. Nell também roubou meu coração, a garotinha temperamental é tão fofa que foi impossível não gostar dela, ainda mais levando em conta as coisas ruins pelas quais já passou ainda tão nova.

A capa é linda e o nome combina muito bem com a história, o fato de que a heterocromia da personagem está retratada nela me chamou especial atenção já que é fundamental para o desenvolvimento da história. A diagramação é bem simples, mas linda, a contracapa é cheia de arebescos verdes claros com fundo verde mais escuro e a fonte de tamanho agradável somada às páginas amareladas ajudam a leitura a fluir bem.

Não é que eu não tenha gostado do livro, mas esses pontos que citei acima realmente me incomodaram. Eu esperava mais, mas mesmo assim foi uma leitura legal, mas para mim a obra não passou disso o que achei realmente uma pena já que vi um grande potencial no enredo.




8 comentários:

  1. Oi Jessie! Eu gosto muito de romances de época, mas este parece ser bem de época mesmo! Eu li uma resenha anterior sobre este livro e fiquei encantada com a história, mas agora lendo suas impressões, fiquei com o pé atras. Gostei muito dos personagens e gostei da premissa, da mocinha ser vendida como escrava e como ela faz pra escapar dessa situação. Mas não sei se a leitura vai engatar.. Vou deixar na lista dos talvez sim ,talvez não.. Obrigada pela resenha!


    Bjoxx ~ www.stalker-literaria.com

    ResponderExcluir
  2. Tudo bem?
    Já tinha visto esse livro por aí.
    Eu não o li, mas vi que muitos curtiram.
    Não costumo ler com tanta frequência romances de época, mas as vezes me aventuro e encontro histórias que se tornam inesquecíveis.

    Fiquei bem curiosa sobre esse livro e sua resenha apenas fortaleceu essa curiosidade.
    Anotada a dica.

    Beijos.

    www.alempaginas.com

    ResponderExcluir
  3. Eu tambem ficaria incomodada com essa bagunça toda, acho que no minimo poderiam avisar sobre a ligação entre os livros, ne? Uma pena, isso acaba desestimulando o pessoal. Ainda assim, é um romance com uma sinopse bastante interessante e que desperta meu interesse.

    ResponderExcluir
  4. Realmente é meio frustrante se deparar com um enredo que tem potencial, mas que ao mesmo tempo contém furos e deslizes. E poxa, história de época com falhas na ambientação... Dá até uma dorzinha em saber disso. Mas ainda assim, acho que esse é o tipo de livro bom pra passar o tempo, quebrar o tédio. Pelo menos é o que parece. Bexus :*

    @prefirolercomcalma

    ResponderExcluir
  5. Oi, Jessie!
    Não conhecia esse livro, mas desde a primeira foto a capa me agradou. Bem bonita, e o título faz alusão direta e importante à heterocromia da protagonista, foi outro ponto que me deixou curiosa com a leitura, que, aliás, não é nem um pouco do meu estilo de livro - com relação à ser mais de época e tal. Mas interessante a história ser num período mais antigo que a maioria do gênero; uma pena que a autora tenha pecado nesse aspecto de introduzir coisas de tempos à frente e não dar tanto convencimento à certas partes da história, questão de verossimilhança é complicado mesmo. Triste que ela também não explorou muito os secundários, eu mesma costumo reparar muito nos personagens de fundo e é chato quando eles aparentam estar ali só para encher o ambiente, sem muitas profundidades ou objetivos na trama, mas ao menos o casal parece cativar e ter química. Não é, como já disse, um estilo de leitura que eu faça de costume, então por isso sua resenha não me empolgou para ler, mas gostei de saber sobre ela mesmo assim.
    Beijos!

    ♥ Sâmmy ♥
    ♥ Sonhando aos Vinte ♥

    ResponderExcluir
  6. Uma trama bem diferente da que estamos habituados dentro dos romances de época e eu adoro inovação. Mesmo o livro tendo demorado a te empolgar e até meio confuso eu ainda quero ler e é exatamente por ser diferente de tudo que vi. Enfim, mesmo com os pontos que te incomodou meu acho que é uma leitura válida, que eu quero fazer.

    Abraços.
    https://cabinedeleitura0.blogspot.com/

    ResponderExcluir
  7. Nossa, que confusão isso de ter um livro antes! Realmente é chato começar uma leitura sem entender nada por falta de contexto, e que pena que a questão dos personagens secundários te incomodou mais ainda!
    A história em si não me deixou curiosa, com esses pontos nem tenho vontade de ler mesmo.

    Virando Amor

    ResponderExcluir
  8. Oii tudo bem ?
    Nossa que grande confusão serio o.o
    Eu li os dois primeiros dessa mesma autora e não gostei não tive uma experiência e acho q não irei ler esse.

    Bjs

    ResponderExcluir

© 2018. Tema alterado parcialmente para Paraíso Literário. Todos os direitos reservados.. Tecnologia do Blogger.