[RESENHA] Onde A Luz Cai


Oiiii seus lindos, estou meio sumidinha né? Mas agora estou de volta para contar para vocês um pouquinho sobre este lançamento da Editora Gutenberg que me deu um misto de emoções intensas e que me proporcionou grande conhecimento. Então bora conferir o que eu achei de Onde A Luz Cai, um romance maravilhoso que ocorre durante a revolução francesa.


A história começa em 1792, três anos após a queda da Bastilha e Paris está em polvorosa com os ideias revolucionários que se iniciaram em 1789, assim com a perspectiva de uma nova nação do povo para o povo, a população vê a Monarquia deposta e a aristocracia destruída.

Neste contexto conhecemos Jean-Luc St. Clair, um advogado jovem e idealista que, inspirado pela revolução e com um senso de dever patriótico imenso, se muda para Paris com a esposa Marie e seu filho. Também somos apresentados ao filho de um antigo nobre que foge de seu passado de privilégios, André é o nome do rapaz que junto do irmão mais novo luta no exército republicano francês em favor do povo e contra aqueles que compõem seu passado. E como em um bom romance não se compõe sem uma bela garota, somos apresentados a linda e doce Sophie, uma viúva aristocrática, sobrinha de um poderoso e igualmente vingativo general, que busca a todo custo a própria liberdade.

No entanto são tempos de instabilidade, pois a promessa de esperança da nova não se vê ameaçada quando o limite entre a justiça e o abuso causados pelo fanatismo começam a transformar compatriotas em inimigos e alimenta a sede de sangue de um povo a muito maltratado. Neste cenário Jean-Luc, André e Sophie tem seus caminhos cruzados na busca de impedir que o progresso da Revolução se transforme em mera lembrança por conta do caos.

Vamos começar falando sobre o aprendizado que eu tive sobre a Revolução Francesa. Gente tem muitas coisas que simplesmente não lembrava ou não sabia mesmo, e a pesquisa dos autores foi muito boa, de forma que para além do contexto e do mundo que deram base ao enredo, tive um grande aprendizado sobre o contexto histórico em si, e ao mesmo tempo pude apreciar todo o resto que não é real.

A maioria dos personagens são fictícios, mas foram de uma certa forma inspirados em personas reais que realmente fizeram parte deste período histórico que é de extrema importância para nós. Mas também temos figuras reais como Robespierre, Luís XVI e Thomas-Alexandre Dumas, que tem seus grandes momentos dentro desta obra, e dos reais com toda a certeza o General Dumas ganhou um espacinho importante no meu coração.

Achei muito legal ambientar a obra neste período da história por me deu uma sensação de visitar o passado, sentir o pânico e as incertezas que o período que antecedeu Bonaparte trouxe e que me deixou curiosa para conhecer um pouco mais sobre este período. Para além disto devo ressaltar a destreza com que os autores conduziram a história, parecia realmente que foi narrado por pessoas que viveram naquele período e isto é algo difícil de fazer.

Os personagens principais são um encanto a parte, (salvo o Jean-Luc porque até agora eu não sei se gosto ou não dele!) que tiveram seus papeis na condução da nova nação muito bem destacados isso além da condução de suas próprias vidas e acho extremamente relevante comentar que eu realmente me apaixonei pelo André.

André é um Capitão do exército que foi criado nos moldes da nobreza, mas que tem um coração imenso e um senso de dever maior ainda. Ele nunca se apaixonou antes, e ao contrário do irmão nunca foi de ceder aos arroubos hormonais por assim dizer, então foi extremamente encantador acompanhar o processo de descoberta do amor dele, a maneira como age e o perfeito cavalheiro que é. Foi o personagem que mais me fez chorar, que me envolveu e que a cada dificuldade que ele passou (que posso garantir foram muitas!) tinha vontade de pegar ele no colo e trazer pra casa.

Jean-Luc no início do livro é um cara total e completamente chato, serio gente, eu não sei nem quantas vezes mandei mensagem para a Jessie xingando ele, de como achava era medroso e um cara bobo, pra mim ele tinha que demonstrar a mesma força e coragem que a Marie (a adorável e incrível esposa dele) apresentava. O personagem passou grande parte do livro indeciso sobre coisas que ele não precisava ter pensado mais de duas vezes, fora o fato de que pessoas ruins estavam na sua cara e ele não conseguia ver. Mas aí vieram os incríveis julgamentos (que em geral mandavam as pessoas para a guilhotina) e ele acabou se mostrando um ótimo advogado, e foi neste momento que comecei a vê-lo como o jovem idealista que a premissa do livro promete e passei a achá-lo útil para a história, então se acharem o Jean-Luc tão chato no inicio, faça uma gentileza de não abandonar a leitura, toda a chatice dele acaba compensando o resto do enredo.

Falarei de Shopie e Marie juntas, porque elas separadas são realmente muito boas, mas quando elas se encontram fazem coisas realmente interessantes pela história. A Sophie me inspirou muita pena, porque é uma mulher que foi obrigada a casar com um velho aos 14 anos, somete porque ele era um nobre, e então três meses depois o velho que já devia estar com o pé na cova veio a falecer deixando uma jovem (literalmente!) viúva aos cuidados do tio dela, e a partir destes cuidados excessivos do tio, ela começa em uma busca pessoal por sua liberdade e é realmente inspirador ver a luta dela. Marie foi a personagem que de cara gostei porque ela sempre se mostrou mais forte do que o marido, e sempre apresentou para ele o caminho certo a ser seguido, e em um determinado momento ela me deixou claro que realmente o marido dela deveria seguir mais seus passos.

Existem dois personagens neste livro que do fundo do meu coração eu desejei vê-los mortos com requintes de crueldade, e achei pouco o que aconteceu com eles, mereciam uma morte muitas vezes pior do que qualquer coisa que aconteceu a eles! Outros personagens ao contrario tiveram um fim trágico que realmente fiquei me perguntando se havia necessidade disto, e sim chorei bastante com a morte deles e desejei que tivessem um destino melhor que aquele.

A única falha dos autores para mim foram a quantidade de descrições, lugares e fatos descritos muito detalhadamente, e que algumas vezes não tinham necessidade, as coisas poderiam ser só mencionadas e isto acabou deixando a leitura um pouco arrastada para mim. 

Agora vamos falar da edição: a capa esta muito linda e condiz muito bem com o enredo, principalmente as cores que me remeteram muito a realidade da época. A diagramação é bem simples e encantadora, com folhas amareladas e um fonte de ótimo tamanho, mas infelizmente eu achei alguns errinhos que me incomodaram bastante, como uma parte em que eles mencionam grandes personagens históricos como Alexandre, o Grande, César e Ramsés, mas então na hora de escreverem estava “Alexandre, César e Ramsés, o Grande”, então acabou me deixando incomodada.

De uma forma geral eu amei a história e recomendo fortemente para que gosta de romances históricos ou somente de história mesmo, Onde a Luz Cai é uma leitura imperdível e completamente apaixonante.





Título: Onde a Luz Cai |Páginas: 366| Autor(a): Alisson e Owen Pataki 
Tradutor(a):  Cristina Antunes | Editora: Gutenberg | Ano: 2018
Comentários
18 Comentários

18 comentários :

  1. Que resenha mais completa! <3
    Não conhecia o livro, mas a história se passa em uma época que me interessa.
    Sobre o fato de ser bem detalhado (até demais) acredito que isso tbm me incomodaria, mas mesmo assim daria uma chance para a leitura <3

    Sai da Minha Lente

    ResponderExcluir
  2. Oi Aninha!
    Eu não conhecia o livro, mas fiquei curiosa por causa do momento histórico que ele retrata. Adoro essa parte da história da França e gosto muito de conhecer um pouco mais, ou até mesmo ver algum enredo passando por ali.
    Não sei se curto o foco ser o romance. mas se for bem construído, não tem tanto problema.
    Dica anotada!
    Bjss

    http://umolhardeestrangeiro.blogspot.com/

    ResponderExcluir
  3. Oi, Aninha!
    Não conhecia esse livro, mas muito interessante a premissa dele. Eu não tenho o hábito de ler muito do período em que ele se passa, mas às vezes dá vontade de mudar e essa é uma ótima dica, ainda mais se, unindo ficção com realidade - que é incrível quando é bem feito, o que parece ser o caso -, a história ainda ensina um pouco sobre esse período realmente pouco tratado em livros do gênero. Gostei de saber que as protagonistas femininas são bem fortes no enredo, e que um dos mocinhos, André, é tão cavalheiro quando se apaixona - já me ganhou só por esse detalhe, imagina o resto, haha. Se o Jean-Luc não conseguiu cativar no início, mas ainda é bom que ele tenha cumprido seu papel bem no final, rsrs. É uma dica de leitura que vou guardar sim, obrigada!
    Beijos!

    ♥ Sâmmy ♥
    ♥ Sonhando aos Vinte ♥

    ResponderExcluir
  4. Não conhecia esse lançamento, mas só por saber que te rendeu várias emoções já me anima, sem dizer que o conteúdo histórico torna a leitura ainda mais rica, gosto desse equilíbrio entre ficção e realidade. A ambientação que mencionou também me agrada bastante. Enfim, é uma leitura que eu adoraria fazer.

    Abraços.
    https://cabinedeleitura0.blogspot.com/

    ResponderExcluir
  5. Oi! Eu gosto muito de história, e ver um romance onde os autores conseguiram unir fatos e pessoas reais a uma ficção, me deixa muito encantada. A maneira como os autores souberam acrescentar a história do personagem, um jovem saído da nobreza, que passa agora a lutar por uma nação mais igualitária para todos, e o romance que nasce entre ele e a sobrinha do general, a revolução francesa e a tantos personagens importantes da história, deixa tudo muito atrativo. Adorei a resenha!

    Bjoxx ~ www.stalker-literaria.com

    ResponderExcluir
  6. Ai caramba...
    Estou lendo esse livro no momento e encontrar a sua resenha era tudo o que eu precisava!! Já estava ficando preocupada que a história toda fosse maçante por causa do início do Jean-Luc, mas agora estou novamente animada!! Fiquei super feliz em saber que vale a pena insistir!! kkkk
    Beijos
    Camis - blog Leitora Compulsiva

    ResponderExcluir
  7. Ola!!!
    Nossa, primeiro de tudo, antes de eu falar qualquer coisa sobre a obra, tenho que sem duvidas lhe dar parabens por essa resenha incrivel que nos apresentou!
    Fantastica!!!
    Agora, não conhecia o livro e o achei muito, mas muito diferente de muita coisa que existe por ai. Não li nada semelhante até hoje e isso me empolgou demais, entretanto, o fato de o livro ser extremamente detalhista, para mim é um problema, pois acaba tornando a leitura menos fluida para mim e me desestimula

    beijos,
    Mayara

    ResponderExcluir
  8. Olá, Aninha!

    O livro já despertou por completo o meu interesse por falar da Revolução Francesa. Isso já me faz desejá-lo, pois sou apaixonada por História e necessito de um romance que me faça relembrar o que aprendi, bem como aprender coisas novas sobre o passado da humanidade. É a primeira vez que ouço falar do livro. Se não fosse pela sua resenha nem saberia que ele existe. Já quero!

    Bjs!

    ResponderExcluir
  9. Oie Ana!

    Não conhecia esse livro mas sua resenha esta muito boa e sincera. Não é uma leitura que me chame a atenção para ler no momento mas parece ser bastante interessante.

    Beijos
    Carol
    www.thereviewbooks.com.br

    ResponderExcluir
  10. Oiii tudo bem??

    Adorei conhecer um pouco mais sobre a história, e acabei desanimando da leitura, apesar de ser bem interessante, o excesso de detalhes, as características históricas me deixa com soninho só de pensar. Talvez não seja uma leitura proveitosa pra mim, mas quem sabe um dia me arrisco e venha ate a gostar?
    Adorei a resenha.
    Bjs Rafa

    ResponderExcluir
  11. Olá!
    Caramba, pelo visto é um romance bem diferente do que vejo por aí no momento. Não lembro de ter visto nada da época da Revolução Francesa. Gostei da premissa, acho que conseguiria passar pela parte chata sem problemas. rs
    Bjs
    Lucy - Por essas páginas

    ResponderExcluir
  12. Não sabia ainda sobre esse lançamento, e eu adorei sua resenha. Fiquei bem curiosa para conferir a trama. Gosto quando os livros trazem algo histórico para o enredo e criam uma história em cima disso. Espero poder ler em breve.
    beijos

    ResponderExcluir
  13. Olá!
    Não é o tipo de leitura que pegaria pra ler apesar de curtir elementos históricos. A edição está bonita, mas esse excesso em algumas descrições sempre me remete a leitura com narrativa muito arrastada e pouco empolgante.
    Beijos!

    Camila de Moraes

    ResponderExcluir
  14. Oi!
    Acho que, assim como você, pouco me lembro da Revolução Francesa e do pouco que aprendi na escola. Fiquei muito contente por saber que esse é o tema desse livro e intrigada para conhecer esses personagens que despertaram tanto ódio em você e que tiveram pouco perto do que merecem.
    Será que, quando eu ler, vou gostar como você?
    Beijos

    ResponderExcluir
  15. Oi, Ana

    Primeira vez que vejo algo sobre esse lançamento. Não sou muito chegada em romances históricos, meu lance é mais romance de época, mas quando calha de eu ler algum RH sempre me surpreendo com a pesquisa que os autores costumam fazer, adoro essa sensação de credibilidade que isso passa.
    Sobre excesso de descrição, isso não me incomoda tanto. Dependendo do contexto eu até curto.
    E acho que eu iria gostar muito da Sophie, imagina se casar com um velho tão novinha?????

    Beijo
    - Tami
    Blog Meu Epílogo | Instagram | Facebook

    ResponderExcluir
  16. Olá, tudo bem?
    Eu já conhecia esse livro no catálogo da Gutenberg, parece ser de fato uma boa leitura e achei interessante a premissa. Parabéns pela resenha, ficou bem legal e pretendo indicar para as meninas do blog.
    Abraço!

    ResponderExcluir
  17. Li este livro mês passado e foi uma verdadeira aula de história sobre a Revolução Francesa. Ao contrario de você, eu amei as descrições e achei todas bem pertinentes ao livro. Quero ler mais coisas dos autores.
    beijos

    ResponderExcluir
  18. Oie, tudo bom?
    Eu adoooro livros históricos assim! Muito bacana MESMO aprender mais sobre essa época histórica, e ainda acompanhar uma ficção bacana assim. Gostei muito!! 😍❤

    ResponderExcluir