[RESENHA] Os Hathaways #2: Sedução Ao Amanhecer


Oiii gente, hoje eu vim falar com vocês sobre o livro Sedução ao Amanhecer, o segundo livro da série Os Hathaways, da autora Lisa Kleypas, lançado pela Editora Arqueiro. Para saber minha opinião, continue lendo. 

Win Hathaway é a terceira filha de cinco irmãos, dentre eles, ela é a mais pacifica. Ela teve escarlatina e quase morreu, e devido à doença a saúde dela ficou muito debilitada, ela passa dias inteiros deitada, sentindo dores e fraqueza.

Quando criança, seus pais resgataram um menino cigano da morte, Kev Merripen, que passou a morar com a família, desde então eles são apaixonados um pelo outro.  O amor que sentem cresce as escuras, e quando Win viaja a França em busca de um tratamento, Kev se perde em tristeza e solidão, lhe restando apenas ocupar-se com  a reconstrução e administração da propriedade dos Hathawys, em Hampshire.

Após dois anos em tratamento, Win retorna mais bonita que nunca, e com a saúde impecável, ela volta acompanhada de Leo, seu irmão, que cuidou dela durante toda a sua recuperação, e do seu médico, Julian Harrow, um profissional renomado e famoso, que deixa óbvio seu interesse pela jovem. Merripen não consegue disfarçar a antipatia e todo o ciúme que sente pelo médico, e não poupa esforços para dificultar suas investidas a Win.

Merripen tem um passado obscuro e traumático, e pensa não ser suficiente para Win, que transpira sensibilidade e paixão. Mas mesmo com suas convicções sobre não ser bom para ela, ele não consegue esquecer todo o amor que sente, e sua teimosia começa a falar mais baixo.

Gente, depois da decepção com o primeiro livro, eu fiquei com receio de ler esse, e o deixei de canto na minha estante. Uns dias atrás eu estava arrumando meus livros e me deparei com ele, então resolvi dar uma chance, e foi a melhor escolha da minha vida.

Confesso que no primeiro livro eu não me interessei muito pela Win, até porque ela só vivia deitada, pois sua saúde ficou muito frágil depois da escarlatina, mas esse livro me fez amá-la. Eu já me apaixonei pelo casal desde as primeiras páginas, que aliás, já começam com fortes emoções. 

Merripen é apaixonado por Win desde que os pais da garota o salvaram da morte. Mas ele vive com esse amor trancado a sete chaves, pois ele não se sente digno dela, mesmo a jovem garantindo que está disposta a lutar por ele.

Win não aguenta mais a vida que está levando, ela sente como se todos estivessem vivendo a própria vida enquanto ela só assiste, ela acredita que sua saúde debilitada é a única coisa que a separa do seu amor. Depois que volta da França, ela ainda sustenta seu amor por Merripen, e faz várias investidas, que são descartadas.

Eu nunca vi uma pessoa para correr tanto do amor como o Merripen, teve momentos em que eu quis entrar na história e gritar com ele por ser tão cabeça dura (mesmo entendendo seus problemas com o passado).  Ele passou metade do livro correndo dela, mesmo ela sendo tudo o que ele mais queria.

Mas essas fugas não impediam todo o ciúme que ele sentia por ela de aparecer. Eu me diverti muito com todas as cenas de quase assassinato que aconteciam quando o Julian, o médico de Win, se aproximava dela.

Por causa do passado ele tem muito medo de machucá-la, mas ao longo do livro, ele vai se descobrindo, lhe é revelado mais sobre suas origens, e assim ele começa a se permitir amar.

Desde o livro anterior a trama traz a ideia do preconceito regido aos ciganos pela sociedade londrina do século XIX. Os Hathaways não são respeitados e nem bem vindos em vários lugares só por terem ciganos na família, com o tempo, fica cada vez mais difícil para a família frequentar bailes e outros eventos, pois muitas pessoas debochavam e os ofendem (o que me deixava muito irritada).  

Todos os capítulos foram muito bem distribuídos, nenhum personagem importante ficou sem foco, o que me deixou muito feliz. Nesse livro, o passado dos meus ciganos preferidos (Merripen e Cam) foi muito bem explorado, diferente do primeiro livro. 

O enredo possui vários mistérios, e o passado de Merripen é revelado, assim como o de Cam, personagem do livro anterior, ambos possuem raízes ciganas e tatuagens iguais, talvez o destino deles seja muito mais que duas pessoas que compartilham a mesma crença.

No começo da trama, Merripen disse que preferia deixá-la ir, alegando que a Win merecia coisa melhor, mas com toda a evolução que ele teve ao longo da historia e com uma ajudinha de Leo, ele começou a querer ser o tipo de homem que luta para ser sempre o melhor.

E mesmo com todo esse drama, o livro é bem divertido, principalmente nas cenas em que a Beatrix, irmã de Win, aparece com seus variados bichos de estimação, dentre eles um furão, chamado Dodger, ele apronta as coisas mais engraçadas do livro. 

A autora deixou tudo muito bem explicado, deu importância a coisas pequenas que deixaram a historia bem mais interessante.  O amor do Cam e da Amelia continua muito vivo, e confesso que muito mais apaixonante do que no livro anterior.

O livro tem uma diagramação simples e páginas amareladas, a arte da capa é maravilhosa, o único problema é que os capítulos começam na mesma página em que outro termina, isso para quem tem TOC é uma facada no coração.

O romance tem início, meio e fim, mas é bom ler o primeiro livro da série, pois as histórias se misturam bastante. Se você é um apaixonado por romance de época, pode apostar em Sedução ao Amanhecer.







           Título: Sedução ao Amanhecer  Páginas: 256 | Autora: Lisa Kleypas
Tradutor:  Débora Isidoro | Editora: Arqueiro | Ano: 2013

Comentários
11 Comentários

11 comentários :

  1. Olá, tudo bem? Só li um livro do gênero até hoje, e confesso que curti bastante. Ainda não li nada da autora, mas quero muito, principalmente esta série, que é tão bem comentada. Adorei a resenha!

    Beijos,
    Duas Livreiras

    ResponderExcluir
  2. Que resenha maravilhosa, desse jeito, meu dinheiro vai acabar de tantos livros que vou comprar, os Hathaways devem ser maravilhosos. Parabéns resenhista Mirelly, amo suas resenhas. Parabéns equipe do Paraíso Literário, melhor blog <3<3<3

    ResponderExcluir
  3. Oi, Jessie! Dos quatro livros da série, acho que esse é o mais romântico de todos. Merripen tem uma carga emocional que vou te dizer, viu! rsrs
    Foi a primeira série da autora que li e simplesmente gostei de todos os livros, mas acho que você pode gostar mais do quarto livro da série. Espero que leia os próximos e que curta a leitura tanto quanto este.
    bjs
    Lucy - Por essas páginas

    ResponderExcluir
  4. Vc deixou claro que realmente amou o livro rs
    Eu não conhecia a série, mas despertou a minha curiosidade. Ainda mais pela época retratada *_* anotei a dica..

    Sai da Minha Lente

    ResponderExcluir
  5. Olá, tudo bem? Desse gênero eu realizei apenas uma leitura, foi um livro nacional que me deixou apaixonada por ele! Mas, estou indo com calma não tenho costume com o gênero e tenho receio de realizar leituras ruins e acabar ficando de ressaca literária.
    Estou lendo várias resenhas dessa série e esperando todas blogueiras que eu acompanho terminarem a leitura antes de iniciar..rs!

    Beijos e Abraços Vivi
    Resenhas da Viviane

    ResponderExcluir
  6. Olá,tudo bem?
    Esse é um dos meus romances de época favoritos. Como não amar o Kev <3.
    A trama toda também é sensacional, gosto muito da escrita da Lisa Kleypas pq ela vai além do casal protagonista, ela tem personagens secundários incríveis, a ambientação das histórias também é maravilhosa. Adoro essa autora.
    Abraços, Mary
    http://leiturasdamary.blogspot.com/

    ResponderExcluir
  7. Olá!
    Ahh Os Hathaways são maravilhosos. Minha personagem preferida é a Beatrix, mas adorei todos os enredos. Vemos a cultura cigana de maneira muito intensa nessa história e ver o personagem se abrir para o amor foi bem legal.
    Lisa sempre me encanta com seus romances.
    Beijos!

    Camila de Moraes

    ResponderExcluir
  8. Não li nenhum livro dessa série ainda, mas que pena saber que o primeiro foi uma decepção.
    Eu adoro romances de época, e gosto bastante da escrita dessa autora, vou iniciar a leitura já sem esperar muito do primeiro livro, mas que bom que esse ja foi melhor.
    beijos

    ResponderExcluir
  9. Oi, tudo bem?
    Eu ainda não comecei essa série, mas achei uma pena que você não tenha gostado muito do primeiro livro. Confesso que fiquei um pouco receosa, pois nunca me decepcionei com a escrita da Lisa e estou muito ansiosa para começar a ler Os Hathaways.
    De qualquer forma, fico feliz que você tenha dado uma nova oportunidade para a série e tenha gostado muito mais desse segundo livro. Espero que goste ainda mais dos outros.
    Adorei sua resenha e quero muito começar esses livros em breve.
    Beijos!

    ResponderExcluir
  10. Olá,
    Entendo total esse negócio de querer gritar com os personagens hauhauhau alguns realmente são cabeças duras. Não conhecia muito a história e achei interessante ter personagens com todos estes dramas.

    Debyh
    Eu Insisto

    ResponderExcluir
  11. Olá, tudo bem?

    As meninas do blog adoram os livros de romance da Arqueiro e a Grazy em especial adora a série Hathaways, ela super elogia. Gostei da sua resenha e impressões, acho legal que você tenha dado outra oportunidade para a série.
    Abraço!

    ResponderExcluir