[ESPECIAL] Segunda Kids


Oiii seus lindos, hoje nos vamos iniciar uma coluna nova aqui no blog: A Segunda Kids, que vai consistir em posts aleatórios (o que quer dizer que não é uma coluna fixa) quando tivermos algumas indicações ou algo para falar de conteúdo infantil, e que obviamente, sairá sempre em alguma segunda-feira. Nos recebemos dois livros infantis da nossa parceira Lura Editorial e eu vim trazer para vocês um pouquinho do que eles falam e do que eu senti lendo eles.



O primeiro livro que li foi Poemar, da Lilia Rodrigues, e ele vem com uma coletânea de poemas sobre diversas coisas que achei muito interessantes umas e outras nem tanto.

Gostei de ver uma menina que é forçada a ser bailarina pela mãe, aquele clássico de que os pais acabam empurrando seus sonhos para que os filhos os realizem, e não aguentando mais a pressão a menina da o grito e diz que não quer isto para a vida dela; e em contra partida temos a história de um menino que até gosta de jogar futebol, mas prefere dançar balé e eu realmente gostei destes dois poemas porque por um lado mostra que você não precisa seguir os sonhos dos seus pais se ele não te pertencer também, e que não importa se é menino ou menina, se existe algo que goste de fazer você deve lutar por isto.

Temos a história de uma garotinha que tem medo de cachorro, a de uma lagartixa, a de um vendedor de picolés e a de uma menina que dormia embalada pelo som da máquina de costura da mãe, e ao seu modo cada uma teve um ponto interessante e com certeza é um livro que eu irei ler com a minha sobrinha. E temos também as ilustrações que são muito fofinhas e encaixam bem com os textos, de forma que mesmo se a criança não conseguir ler ela pode conhecer a história pelas imagens.


O segundo livro lido foi Capacetinho Vermelho, que é da mesma autora e que conta a história de uma menina que obviamente usa um capacete vermelho e anda também em uma moto vermelha, e um belo dia ela da uma carona para um amigo que não tem capacete, só porque ele insiste muito (inferniza é a palavra certa) e depois ele insiste com ela para fazer outra coisa errada no trânsito e ela acaba fazendo também. Então acontece um desastre em que este amigo acaba indo para o além, mas aí vem o que me incomodou muito neste livro e fez com que eu o retirasse da lista de leituras da minha sobrinha: a consequência veio só para o amigo, para a Capacetinho não aconteceu nada, porque afinal de contas ela estava de capacete.

Gente de verdade eu queria poder dizer que a história é tão lindinha quanto os desenhos que tem nela, mas eu não vejo lendo para uma criança uma história em que tudo bem se algo de ruim acontecer com alguém que te induziu a fazer algo errado, desde que você esteja pelo menos um pouco certo (no caso ela estava de capacete), porque quem vai sofrer uma consequência pior é quem te induziu ao erro. O gente pera lá né? Quem tinha carteira era a menina, quem pilotava era ela, e sabia o que era certo e errado era alí, e vai ficar tudo bem porque ela estava certa em usar capacete. Me desculpem, mas eu não me vejo lendo para uma criança uma história em que ela pode vir a aprender que se ela estiver meio certa ela pode relativizar o erro cometido.

Então é o resumo dos livros infantis de hoje, adorei Poemar porque ele é bem fofinho e infelizmente não posso dizer o mesmo de Capacetinho Vermelho.

Comentários
7 Comentários

7 comentários :

  1. Aninha do céu, minha cabeça deu um bug agora, eu já havia lido uma resenha sobre esse livro e nunca me passou pela cabeça questionar a menina, ela realmente sabia das consequencias e por mais que fosse infernizada, poderia dizer não, porque era o mais seguro pra ambos. Você agiu bem demais em questionar o final da obra e por retirar da lista por essa questão, esse tipo de coisa age como forte influente nas crianças e precisa sim ser repensado.

    ResponderExcluir
  2. Concordo que tinha que ocorrer uma punição com a menina, afinal, ela sabia que era errado. E, ela que estava dirigindo, ela que precisa manter a segurança de quem anda com ela. Achei bizarro um livro infantil dar uma mensagem tão errada assim pra criança, afinal, elas precisam entender que tudo tem uma consequencia.
    beijos

    ResponderExcluir
  3. Olá! São dicas boas para as crianças mesmo, e esse seu ponto de vista sobre a segunda história é realmente de se pensar, porque ele induz a criança a pensar que tudo bem fazer algo errado porque outra pessoa disse, e ela é quem está errada.. Uma boa análise! Agradeço pelas dicas!

    Bjoxx ~ http://www.stalker-literaria.com

    ResponderExcluir
  4. Olá...

    Eu particularmente gosto muito de livros infantis pois querendo ou não eles são a porta de entrada para esse mundo fantástico.
    Atualmente, não tenho o costume de ler mais e também não possuo crianças em casa para adquiri-los. Achei a diagramação dos livros lindas e acredito que eu tbm não recomendaria o segundo livro para uma criança. A mensagem é importante, mas a consequência deveria ser para ambas as partes.

    Beijos

    ResponderExcluir
  5. Olá, gostei da sua análise e concordo contigo, ler uma história como essa da capacetinho pode ser algo negativo para as crianças, infelizmente existem algumas assim, porém essa do Poemar achei linda, além de motivadora também, as crianças devem ser livres para seguir seus próprios sonhos, sendo apenas o dever dos pais ajudar nesse caminho, e não induzir a um. Bjs!!

    ResponderExcluir
  6. Oi, Ana

    Li uma resenha de Capacetinho Vermelho ainda agora e até comentei que achei bacana a conscientização sobre o trânsito e tal, mas mana, não interpretei dessa maneira que tu abordou!!! Realmente é por aí mesmo, obrigada por abrir meus olhos!!!

    Beijos

    ResponderExcluir
  7. Olá, tudo bom?
    Adorei essa nova coluna por aqui! Tenho sobrinhos pequenos e é super legal encontrar conteúdos para transmitir para eles. Curti muito esse primeiro livro com os poemas, cada um com seus ensinamentos.
    Agora esse segundo tem uma mensagem bem perigosa mesmo de relativização do erro. Se for lido para uma criança, tem que ser bem explicado e debatido, para que ela não leve lições erradas para a vida.
    Adorei demais o post! ♥
    Beijos!

    ResponderExcluir