[RESENHA] Coragem


Oiii gente, hoje eu  vim contar para vocês sobre o livro "Coragem", escrito pela atriz Rose McGowan, que foi lançado pela Harper Collins. Para conhecer um pouco mais sobre a obra, continue lendo.

A autora começa o livro contando sobre sua infância, ela cresceu em meio a uma seita chamada Meninos de Deus, onde sofreu várias agressões, tanto físicas quanto mentais, tudo isso em nome da religião.  A seita aceitava todo tipo de crueldade, e logo começou a aceitar a pedofilia, foi quando o pai de Rose resolveu fugir com a segunda mulher e os filhos, deixando a primeira esposa e mãe dos seus filhos para trás. Desde então a vida de Rose começou a mudar, ela ficava alternando entre as ruas e as lares provisórios. Em ambos os lugares ela sofreu com abusos e negligências.

Rose foi descoberta do nada, quando estava andando pelas ruas de Los Angeles, então tudo começou. Ela se tornou uma das atrizes mais desejadas de Hollywood, mas o que ela pensava ser um sonho, logo se tornou um cenário de exposição e sexualização constantes.

A atriz logo foi vendida ao público, sem direito a própria personalidade e pensamento. Seu rosto aparecia em todas as revistas, que passavam sua imagem como uma mulher gostosona que só se importava com a aparência.

Mas Hollywood não se importava com nada disso, contanto que o lucro entrasse. Além disso, todos esperavam que Rose ficasse calada diante que fazia com ela, obedecendo e fingindo não ver, pois uma moça foi feita para isso, não? NÃO!! E Rose McGowan mostra a isso através de seu livro, com sua coragem, ela mostra ao mundo quem realmente é, dando voz a milhares de mulheres.

Bem, esse é um livro complicadíssimo de falar a respeito, ainda não tenho uma definição para o que senti quando o li. Não consigo classificá-lo ainda, mas vamos lá.

A leitura é pesada na maior parte do tempo, você lê aquilo e não consegue acreditar que realmente aconteceu, e quando para e pensa que ainda acontece, da mais tristeza. Algumas vezes eu lia de novo para saber se era aquilo mesmo, mas infelizmente era.

A autora descreve os vários episódios de abusos que sofreu dentro de Hollywood, e o que me deixou absolutamente irritada, foi o fato de sua assistente falar para a Rose quando ela quis denunciar que "é assim mesmo, você tem que aceitar se quiser continuar trabalhando". Uma mulher dando este tipo de conselho? Dizendo a outra mulher que é melhor não denunciar? Não sei se fiquei mais triste ainda ou com mais raiva.

Ao longo do livro, Rose conta sobre seus relacionamentos abusivos, e como um deles acabou gerando uma bulimia. Quando lemos uma história, geralmente conseguimos ver o que há de errado logo no começo, mas é sempre bom levar em conta o estado emocional em que a pessoa se encontrava, e o caso da atriz era "desesperadamente desesperada por ajuda". Antes de se empoderar, ela pensava que um príncipe montado em um cavalo branco a salvaria de tudo, mas ao longo dos anos, ela percebeu que o tal príncipe encantado que a salvaria, era ela mesma.

A capa do livro tem muito a ver com sua temática, quando estava em Hollywood, Rose descreve que o cabelo era algo muito importante, pois se os poderosos a achassem gostosa, eles a contratariam, e por isso ela precisava ser bem feminina, tendo um cabelo comprido e bonito. Como um protesto a isso, logo na capa nos deparamos com a atriz raspando todo o cabelo.

Algumas pessoas diriam que por ser uma biografia, tudo fica mais real, mas eu, por outro lado, não consegui ficar tão ligada assim com a autora. Acho que isso se deve ao fato de ser a primeira vez que leio o nome e vejo o rosto da atriz.o Gosto de ler biografias de Autores/Cantores/Atores que eu realmente admiro e acompanho. Por ser desligada da vida, nunca tinha ouvido falar da atriz, e acredito que seja por isso minha falta de apego ao livro.

O livro tem páginas amareladas e uma diagramação simples, o tamanho da fonte é bem agradável e faz com que a leitura seja bem rápida. A arte da capa é incrível, principalmente porque é vinculada ao tema do livro.

Bem, mesmo com minha indecisão sobre o livro, eu super indico, e o principal, reflitam sobre todas as coisas ditas nele, vale muito a pena.







                         Título: CoragemPáginas: 271 | Autora: Rose McGowan
Tradutora: Carolina Caires Coelho  | Editora: HarperCollins Brasil | Ano: 2018

Comentários
14 Comentários

14 comentários :

  1. Quando li também foi a primeira vez que li sobre a autora ou tomei conhecimento sobre ela, ainda assim, foi uma história que me consumiu demais, é um relato sincero e muito triste sobre um cenário que nunca imaginamos que poderia ser assim, né? Digo com toda a certeza que ela é uma sobrevivente e que essa obra me fez questionar inúmeras coisas, principalmente a respeito do conteúdo midiático que venho consumindo.

    ResponderExcluir
  2. Nossa, esse livro deve possuir um enredo forte e surpreendente. Sem falar nos temas polêmicos que ele aborda. Mas eu gosto desse tipo de livro,pois mostra a realidade e essa história me chamou a atenção e aguçou minha curiosidade.

    ResponderExcluir
  3. Achei a história da autora muito interessante com todos esses temas polêmicos e como ela iniciou a carreira. Para quem gosta dela realmente deve ser uma leitura excelente. Mas, assim como você, eu não conheço ou realmente gosto dela, então a leitura não seria tão boa pra mim. Aliás, mesmo de pessoas que eu gosto esse tipo de leitura não me atrai. :/
    beijos

    ResponderExcluir
  4. Olá! Eu não muito fã de autobiografias, mas acho que esse livro deveria ser lido por todos. Já tinha ouvido falar. Um livro corajoso e necessário para que possa dar voz a todas as mulheres que passam pelo mesmo assedio ou outro qualquer. Todas nós temos que ler e aprender a combater os abusos. E a nos defender! Obrigada pela resenha!

    Bjoxx ~ www.stalker-literaria.com ♥

    ResponderExcluir
  5. Este livro parece mesmo ser uma leitura pesada, porém necessária, livros como esse dão força a mulheres que lutam contra o assédio ou qualquer outra coisa que a faça se sentir diminuida. Nos ultimos anos as mulheres tem conseguido derrubar gigantes de Hollywood, varios atores e produtores foram descobertos, praticantes de assédios sexuais, que não merecem a fama que tinham. Espero que essa luta continue assim e mais mulheres consigam combater esses abusos que infelizmente acontecem.

    ResponderExcluir
  6. Oie... conheço essa atriz desde a época de charmed. Esse livro me surpreendeu de muitas maneiras e tenho que confessar que a parte da infância dela achei tão difícil de acreditar que me sinto uma idiota por conta disso. Concordo com o que dose em se tratar de um livro pesado, mas ao mesmo tempo ele é bem real!

    Beijos

    ResponderExcluir
  7. Oi, Mi

    Eu não leio não-ficção, não gosto, mas tenho que admirar a coragem dessa mulher em se abrir assim, sem pudores, cheia de coragem. Por isso o nome do livro não poderia ser outro, realmente. Que pena que não conseguiu se ligar muito por não conhecer a atriz, é compreensível.

    Beijos

    ResponderExcluir
  8. Nossa, quanta coisa difícil a Rose teve que enfrentar! Parece ser bem bacana ela ter resolvido contar tudo isso na biografia, para que saibamos um pouco do que acontece por trás das câmeras e do glamour. Ótimo post.

    http://petalasdeliberdade.blogspot.com

    ResponderExcluir
  9. Olá, tudo bom?
    Não conhecia a atriz também, no entanto, acabei ficando muito impactada com todas as coisas pelas quais passou e com a força que ela teve ao denunciar a podridão que existe por detrás de Hollywood, daí veio meu elo com a biografia, que me marcou muito. Uma pena que não tenha ocorrido essa mesma conexão com você, o que é super normal quando não conhecemos ou admiramos a pessoa por trás da autobiografia.
    Beijos!

    ResponderExcluir
  10. Eu não costumo ler muitas biografias, mas acompanhei parte da trajetoria da atriz e acho que esse seria um livro que gostaria de ler. Entretanto, é uma pena que você não tenha se ligado tanto assim com a trajetoria e narrativa dela.
    bjo

    ResponderExcluir
  11. Oi, Mi. Uma pena que vc não conseguiu se envolver por completo com a leitura. Acredito que deve ser um livro com uma história forte. Mesmo não lendo biografias, eu abriria exceção com esse livro em questão.
    bjs
    Lucy - Por essas páginas

    ResponderExcluir
  12. Oi MI, eu li este livro no começo do ano e minha impressão dele foi diferente da sua. A princípio eu achei um pouco de oportunismo uma atriz n´~ao tão conhecida contar a sua vida, mas em função do discurso feminista que ela traz, eu acho que a leitura é pertinente para quem não a conhece. Entendo sua distância para com o texto dela e suas vivências, mas acho que a literatura nos propicia isso mesmo não é? Sermos atingidas por histórias reais ou ficcionais de maneiras diversas.
    beijos

    ResponderExcluir
  13. Oii, tudo bem?
    Assim que entrei no blog eu tinha uma ideia completamente diferente desse livro, e ao ler a sua resenha vi que se trata de um livro muito mais profundo do que imaginei. Eu não sou muito de ler biografias, mas essa com certeza esta na listinha.

    ResponderExcluir
  14. Olá Mi!!!
    Eu já tinha ouvido falar desse livro e acho que só não me apeguei em colocá-lo para uma leitura, pois também não conheço a autora :\
    A história dela pelo que pessoal diz mesmo é pesada e sim traz uma reflexão enorme, também fiquei triste quando as pessoas apontam esse fato da assistente dizer isso para ela e bem eu fico pensando que ainda acontece muito disso.
    Adorei a resenha!!!

    lereliterario.blogspot.com

    ResponderExcluir