[RESENHA] Senhorita Aurora


Oiii seus lindos, hoje vim falar para vocês um pouco sobre Senhorita Aurora, um dos livros mais lindos e apaixonantes que eu tive o prazer de ler este ano, um livro pelo qual eu ansiava, mas que nem em meus maiores sonhos poderia adivinhar o que estava a minha espera. A obra é da linda Babi A. Sette e lançado pela Verus Editora, e sem mais delongas borá conferir o que me deixou tão apaixonada por Daniel e Nicole.
Todos temos sonhos, o de Nicole é ser uma bailarina profissional de sucesso, e seu sonho está para se realizar: ela será a bailarina a atuar no papel principal de uma peça da Companhia de Ballet de Londres, que é só uma das maiores companhias do mundo, um sonho incrível a ser realizado por uma garota que saiu do Rio de Janeiro com somente seu sonho como guia. Agora sua vida está maravilhosa e seus sonhos estão se realizando, nada pode dar errado, exceto por Daniel Hunter, um dos diretores da peça, maestro prodígio, que só para variar um pouco o que conhecemos é sombrio, grosso e mal humorado, e para além de todos os problemas possivelmente catastróficos, ele ainda é capaz de despertar sentimentos na nossa jovem bailarina um tanto quanto incoerentes.

E movida por esta incoerência, Nicole acaba se vendo presa por uma nevasca em uma mansão secular com Daniel, e durante este período eles acabaram descobrindo segredos um do outro, e a bailarina acaba por desvendar um pouco dos mistérios que cercam o maestro, a consequência disto? Uma paixão ardente e impossível de se negar surge entre eles, e a questão é: fingirem que nada aconteceu ou deixar a paixão fluir independente das consequências?

Não sei nem por onde começar a falar deste livro gente, tudo nele é maravilhoso, desde o enredo até cada personagem, cada pequeno pedaço que transformou está história em algo único e completamente avassalador! Já preciso dizer que eu não conhecia a escrita da autora, embora já tenha achado alguns livros dela interessantes ainda não tinha tido a oportunidade de ler, e que arrependimento viu? Que escrita deliciosa, a Babi A. Sette escreve com uma leveza tão grande, com uma doçura (por falta de palavra melhor) que é impossível largar a leitura, e o principal: é impossível não sentir a intensidade da emoção dos personagens a cada segundo!

O livro conta com cenas engraçadas (uma em particular me arrancou muitas risadas ao mesmo tempo em que eu sentia perfeitamente o constrangimento da Nicole, mas isto não me impediu de rir desesperadamente), com cenas fofinhas, com cenas profundas e por aí vai, o que significa que temos cenas para agradar a todos e de uma forma completamente uniforme e adequada para a história, mas para ser bem sincera as cenas profundas acabaram comigo e arrebataram meu coração de uma forma irreversível.

É uma releitura de A Bela e A Fera, mas para ser bem honesta foi à primeira releitura que eu li/assisti que me mostrou algo que até então eu nunca tinha percebido: não existe Bela e nem Fera! Calma que eu explico: nós estamos muito acostumados a ver a Bela, uma garota meiga e inteligente que faz de tudo para ajudar aos outros e para trazer luz à vida da Fera, e a Fera, que é o cara grosseiro e sem perspectiva de uma vida melhor, e em geral acha que não merece mais do que tem (ou não merece sequer o que possui), mas que no fundo é um cara amoroso que faria tudo pela mocinha. Claro que temos isto em Senhorita Aurora também, mas para mim se tornou irrelevante a partir do momento em que eu entendi que não existe nem Bela e nem Fera, porque dependendo das circunstâncias da vida todos nós podemos ser um pouco dos dois, e foi quando eu vi o Daniel agindo como Bela que eu entendi que a vida é isso: nós somos Belas ou Feras dependendo da circunstância em que nos encontramos e tá tudo bem, porque sempre vai ter alguém pra nós amar deste jeito.

E de uma forma absurdo fez total sentido para mim e me fez amar cada letra impressa nestas páginas maravilhosas e que me trouxe um aprendizado imenso: Não é o amor que cura tudo, foi à mensagem que mais me marcou neste livro. O Amor não cura nada se você não quiser ser curado, mas o amor te dá motivos e força para buscar a cura de qualquer mal que esteja te afligindo, e possivelmente foi por isto que eu não consegui parar de chorar, mesmo depois de ter fechado o livro, porque a leitura me fez perceber o quão importante é amar e ser amado, e acima de tudo o quão importante é permitir que este amor te dê forças para continuar vivendo.

E todo este aprendizado maravilhoso que está história me trouxe não foi possível só pelo Daniel e pela Nicole, foi possível porque os relacionamentos dos personagens principais para além do romance é muito bem trabalhado. O relacionamento da Nicole com a mãe e com a melhor amiga é incrível, o do Daniel com a tia é muito interessante, e a mescla de todos estes núcleos é completamente envolvente, de uma forma que deixou cada personagem secundário bem marcado e cada linha extremamente prazerosa de se ler.

Eu imaginei diversos caminhos para o enredo enquanto lia (sou boa em fazer isto), mas quase nenhum dos caminhos que eu imaginei eram os certos, exceto por uma determinada coisa que aconteceu com o Daniel que eu realmente acertei o que era, eu simplesmente errei todo o resto que eu imaginei! Algumas conversas da Nicole com a Natalie (a melhor amiga) eu pensava que iriam por um caminho e foram por outro (muito melhores que os meus, diga-se de passagem) os diálogos entre a Nicole e o Daniel, algumas situações especificas que eu realmente me deixei levar pelas noias da Nicole (o que só demonstra a eficiência da escrita da autora, porque raramente eu me deixo levar por estas coisas) e tantas outras coisas, que tinham tudo para me deixar irritada por não conseguir adivinhar as coisas, mas que só serviram para me deixar total e completamente apaixonada.

A edição está muito linda, está capa é maravilhosa de mais e retrata muito da história, a diagramação é muito fofinha e cada capitulo inicia com uma letra de música em inglês (que admito eu não entendi nada rs), mas infelizmente eu encontrei alguns erros de revisão que me incomodaram um pouco e só não foram um empecilho pra leitura porque a escrita da autora é sensacional de mais para que eu parasse por conta disto.

Então de uma forma irreversível eu me encontro completamente apaixonada por toda a história, e pela primeira vez na minha vida eu não sei se eu amo mais a Nicole ou o Daniel, então seguirei amando os dois (sim, temos aqui um relacionamento poliafetivo literário) tudo nesta história vale a pena para mim: pelo mundo criado, pelos personagens maravilhosos, pelo romance, pelo enredo, mas principalmente por todo o aprendizado que eu tive quanto a algumas coisas da vida que eu desconhecia (não direi o que porque se não será um imenso spoiler), mas principalmente por todo o aprendizado sobre amor que eu tive quando acabei este livro o abraçando, entre risos e lagrimas.







Título: Senhorita Aurora Páginas: 335 | Autor(a): Babi A. Sette 
 Editora: Verus | Ano: 2018


Comentários
15 Comentários

15 comentários :

  1. É uma linda releitura.
    Acho a escrita da Babi maravilhosa, li apenas um livro dela e gostei muito.
    Acredito também que o casal protagonista é bem escrito. Preciso ler esse livro para ter minhas conclusões e para ontem.

    ResponderExcluir
  2. Uma releitura da Bela e A Fera? Já me conquistou aqui. Ambientada em Londres ainda por cima? Com Ballet e uma paixão ardente entre duas pessoas opostas? JÁ QUERO haha, eu adorei sua resenha, criou aquele sentimentozinho bom quando a gente descobre uma história que pode ser incrível pra nós tanto quanto foi pra a outra pessoa.

    ResponderExcluir
  3. Oi, Aninha! :D
    Te confesso que nem li o livro, mas me emocionei com a sua resenha ao dizer que não existe isso de Bela e Fera, pois é uma reflexão que eu nunca tinha feito, mas faz total sentido. Vi uma resenha sobre o livro recentemente, e desde então fiquei curiosa para entender mais sobre a essência desses personagens, principalmente os motivos que levam Daniel ser tão rude. Sua resenha aumentou ainda mais meu interesse nessa questão. Mesmo não sendo um dos meus gêneros favoritos, eu leria o livro pra matar essa curiosidade. hahahaha Ótimo post! Beijos!

    Jéssica Martins
    castelodoimaginario.blogspot.com

    ResponderExcluir
  4. Oi Aninha!
    Ahh o que dizer de Senhorita Aurora né. Lindo é pouco!
    Acho que a Babi foi muito feliz em trazer personagens tão intensos e apaixonantes.
    Nicole me encantou com sua força e determinação, assim como o Maestro com seus fantasmas do passado nos envolve e ai fica impossível não torcer por eles.
    Um dos meus favoritos da autora.
    Beijos!

    Camila de Moraes

    ResponderExcluir
  5. é, a leitura te pegou de jeito, pela empolgação ao escrever a resenha, a gente percebe isso... heheh
    pra ser sincera, o enredo não mexeu comigo, já tentei ler outro livro da autora, mas não fluiu comigo... =T

    bjs...

    ResponderExcluir
  6. Olá, Aninha!

    Fico tão feliz pelo livro também ter te emocionado tanto! Ele fez o mesmo comigo. Chorei horrores com esta história. Com o passado do Daniel, toda a dor e a culpa que ele carregava em seu interior... e depois teve o que aconteceu com a Nicole e até agora não consigo superar. Ainda sinto a mesma dor quando lembro daquele momento e tudo o que se passou depois. Parece que um pedaço de mim foi arrancado.

    É um livro que realmente nos ensina muito. Nos faz refletir sobre nossa própria vida e o mundo ao redor... para situações que antes pareciam tão distantes de nós.

    Bjs!

    ResponderExcluir
  7. Oi, Aninha!
    Eu ainda não li esse livro, mas tenho lido muitas críticas positivas e algumas nem tanto, como não tive uma boa experiência com a autora, ainda fico com receio. Mas é cada resenha positiva que leio, que vou te contar! rsrs
    Gostei muito do seu ponto de vista, conta mais pontos para que eu leia o livro.
    bjs
    Lucy - Por essas páginas

    ResponderExcluir
  8. Já conhecia esse livro, mas não o li ainda. Sua temática me interessa, mas não está em minhas prioridades. Seu nome está anotado para uma leitura mais adiante.

    ResponderExcluir
  9. Oi, Ana, tudo bem?
    Eu conheci a autora com o livro Entre o Amor e o Silêncio e também por causa desse livro não procurei mais ler algo dela (não que o livro seja ruim, mas eu parei na metade por enrolar muito e talvez no futuro eu tenha mais paciência). Escutei muito sobre esse novo livro dela, mas não sabia que era uma releitura de A Bela e a Fera. As críticas então sendo boas, mas é algo que vou deixar para ler bem no futuro.
    Mas que legal que você gostou e se emocionou :) espero ter a mesma reação quando ler.
    Bjinhos

    http://ultimasfolhasdooutono.blogspot.com/

    ResponderExcluir
  10. Oi Aninha,
    sua resenha está contagiante. Já conhecia o livro, mas depois da sua opinião, dá vontade de largar tudo agora e pegar essa história, risos. Achei lindo o que você disse sobre todos nós sermos belas e feras dependendo das circunstâncias. Parabéns pela resenha.
    bjs.
    Pri.
    https://nastuaspaginas.blogspot.com/

    ResponderExcluir
  11. Olá, tudo bom?
    Que resenha mais maravilhosa! ♥ Li esse livro antes da bienal e me apaixonei demais pelo enredo, personagens e construção da obra feita pela Babi! Me identifiquei muito com sua resenha e senti esse mesmo carinho e empolgação pela história que você. Adorei demais essa sua análise de que todos nós temos Bela e Fera dentro de nós ♥
    Amei demais sua resenha! ♥
    Beijos!

    ResponderExcluir
  12. Olá, que resenha perfeita! Achei muito interessante isso que você pontuou a respeito de ser uma releitura, mas que nos faz pensar sobre sermos tanto a Bela quanto a Fera em determinadas circunstâncias. Confesso que me deu uma vontadezinha de ler o livro, da Babi já li Não me esqueças.

    ResponderExcluir
  13. Toda resenha que leio desse livro me encanta cada vez mais. Fiquei muito curiosa para saber como vai se desenrolar a história entre Daniel e Nicole. Sua resenha me conquistou e agora preciso comprar esse livro para mim.

    Sua resenha ficou ótima! Beijos

    ResponderExcluir
  14. Oi Aninha, infelizmente esse livro não funcionou par amim como funcionou para a maioria dos leitores que gostaram. Achei o Daniel um grosseirão, mal educado, desequilibrado e nenhum trauma pregresso pode justificar as atitudes constrangedoras que ele teve. Quanto a Nicole, eu achei chaaaaataaaaaaaa demais!!! Ficar correndo atras de um cara que só a constrangia era muito problemático. E pra encerrar, achei bem absurdo ela ficar com ele sabendo de tudo e arriscando a própria vida e seu futuro e o acidente final foi drama demais para um único livro. Sério, não curti.
    Beijos

    ResponderExcluir
  15. Olá, tudo bem? Eu acabei de ler uma resenha sobre o livro da Babi e foi super positiva. Eu acho essa capa bem bonita, mas infelizmente não é um livro que me desperta muita atenção. Gostei da sua resenha, ficou bem escrita e organizada e fico contente que gostou da leitura, vou indicar para as mulheres do blog.
    Abraço!

    ResponderExcluir