[RESENHA] Para Todos Os Garotos que já Amei #1


Oiii seus lindos, demorei, mas finalmente li e vim contar para vocês o que eu achei do livro Para todos os garotos que já amei, lançado aqui no Brasil pela Intrínseca. Na época do lançamento do filme eu assisti e contei para vocês AQUI que eu fiquei completamente apaixonada pela adaptação e que estava mais do que ansiosa para poder ler o livro. Então hoje eu vim contar para vocês o que eu achei da história do livro e se suprimiu minhas expectativas em relação ao filme, então para saber o que eu achei continuem lendo.

Lara Jean é uma jovem de 16 anos, de descendência coreana e que possui o habito de escrever sobre seus sentimentos e não compartilha-los com ninguém. Dentre estes escritos encontram-se cartas que amor, que ficam guardadas em uma caixa azul petróleo que ela ganhou da mãe quando nova, uma caixa na qual ela deveria guardar seus bens mas preciosos, e porque então guardar as cartas nela? Porque as cartas foram escritas para todos os garotos que a jovem já amou, foram escritas cinco cartas no total.

As coisas iam muito bem, de vez em quando Lara Jean reabre a caixa e pega alguma das cartas para se lembrar da força de seus sentimentos, e que hoje ela já não sente mais nada por aqueles destinatários, pelo ou menos é  que ela pensava. O mundo de Lara Jean vira de cabeça para baixo, quando suas paixões passam a não ser mais só cartas escondidas em uma caixa no seu armário e tornam-se reais, e como? Misteriosamente suas preciosas cartas foram enviadas a todos os garotos que ela já amou!

Gente do céuuuu que livro mais amorzinho!! Serio foi tudo o que eu esperava da história e mais um pouco! Obviamente que eu não esperava que o filme contasse toda a história do livro, mas fiquei assustada com quão próximo do livro o filme é, e isto diz muito sobre a capacidade da Netflix em produzir adaptações (por gentileza não pare e escolha nossos queridinhos para adaptar <3).

A escrita da autora é muito leve e muito gostosa, o que faz com que sejamos levados pelas páginas e quando nos damos conta já estamos no final do livro. Mas preciso admitir: gosto mais do Peter do filme do que o do livro, pelo simples fato de que em alguns momentos do livro ele é bem idiota (mais do que no filme), e que também gosto mais do relacionamento das irmãs Song no filme do que no livro.

Outra coisa que eu gostei mais no filme foi que o motivo pelo qual as cartas foram enviadas no filme é um motivo bem fofinho, enquanto no livro foi um motivo egoísta, não que eu não tenha entendido, mas achei muita vingancinha boba o motivo pelo envio das cartas no livro.

No livro nos podemos ler duas das cartas que foram enviadas e eu amei isto! Porque eu ficava me perguntando o que tinham nas cartas para causar tanto desespero, obvio que ter seus sentimentos expostos é aterrorizante, mas eu ficava me perguntando se não tinha algo mais e gente: as cartas são MARAVILHOSAS eu ri muito com varias partes delas. 

E o riso foi outra coisa que me deixou muito feliz com está leitura, porque tem diversas partes engraçadas o que tornou a leitura mais leve ainda. Outro ponto que eu gostei na história foi que a gente pode ir acompanhando a evolução da Lara Jean e eu adoro quando posso acompanhar o amadurecimento da personagem.

A edição é bem fofinha, amei a capa e achei bem parecida com a Lar Jean mesmo, as folhas são amareladas e a letra de uma tamanho confortável para ler, o que só facilitou para que a leitura fosse rápida.

Em resumo foi um livro muito amorzinho, que me deixou ainda mais apaixonada pela história e completamente desesperada para saber o que acontece nos próximos livros, e quando eu descobrir quais são as novas peripécias da nossa querida Lara Jean, eu volto aqui para contar para vocês.








Título: Para Todos os Garotos que já Amei Série: Para Todos os Garotos que já Amei Páginas: 320 | Autor(a): Jenny Han
Tradutor(a):  (se tiver, se não apaga)  | Editora: Intrínseca | Ano: 2015


Comentários
1 Comentários

Um comentário :

  1. Oi Ana!
    Uma amiga minha já tinha comentado desse livro e infelizmente ela meu deu mil spoiler (até mesmo sobre o motivo das cartas serem enviadas no livro) e por isso essa foi uma leitura que eu não coloquei na minha lista.
    Sua resenha me deixou curiosa para ver o filme e ler as cartas que ficaram disponíveis no livro. Hahaha
    Gostei bastante. Sempre acho que histórias leves são boas pra gente conseguir dar uma relaxada na vida, né?

    Beijos!

    ResponderExcluir