[RESENHA] Highlands #2: Amor Nas Highlands


Oi gente! Tudo bem? Eu sei que estou a meses beeeeem sumidinha, mas já expliquei isso no IG do site (inclusive se não nos segue por lá clica aqui), mas estou de volta e vim contar para vocês o que achei do segundo livro da série Highlands da Suzanne Enoch que foi lançado recentemente pela nossa parceira Editora Gutenberg! Então continue lendo para saber mais sobre o livro e a minha opinião!

Antes de mais nada, porque sou uma pessoa muito boazinha, vou avisar que esta resenha possui spoilers do primeiro livro, Herói Nas Highlands (livro que já resenhei aqui no blog e você pode conferir o que achei clicando bem aqui) então se quiser se manter livre de spoilers pule para a minha opinião e seja feliz.

Marjorie é a irmã mais nova de Gabriel Forrester, major do exército britânico, o qual recebeu o título de Duque de Lattimer recentemente, algo com o qual ele teve que se acostumar já que trouxe inúmeras mudanças para a sua vida e a principal delas foi o fato de ter que se mudar para as Highlands, na Escócia e abandonar sua carreira. Onde conheceu a mulher pela qual se apaixonou.

A vida de Marjorie também sofreu algumas mudanças, ela não é mais a dama de companhia de alguém, possui sua própria casa com criados em Mayfair, mas mesmo se tornando a irmã mais nova de um duque, não conseguiu atrair para si nenhum pretendente ou mesmo o respeito de outras pessoas da sociedade londrina, por isso, ao descobrir que o casamento de Gabriel está marcado ela não pensa duas vezes em ir para a Escócia, mesmo não sendo indicado já que o tempo torna a estrada bem perigosa.

Graeme é o Visconde de Maxton e faz parte do clã Maxwell, o qual tem uma inimizade muito acirrada com o Duque que se tornou ainda pior depois dos acontecimentos recentes entre o Duque de Dunncraigh, o chefe do clã Maxwell, e Gabriel. Graeme não é exatamente fã do Dunncraigh, mas mesmo assim ele nunca o desafiou em questões que sejam importantes. Graeme está mais preocupado em fazer o melhor para as pessoas que dependem dele, inclusive os irmãos.

E são justamente os irmãos mais novos que colocam o Visconde em uma situação complicada: ao raptarem Lady Marjorie em sua viagem ao encontro do irmão, Graeme agora precisa decidir se vai libertá-la ou entregar a jovem para o líder de seu clã, de qualquer forma ele estará comprando briga com alguém. E como nenhuma situação é ruim o suficiente que não possa piorar logo ele começa a se sentir bastante atraído pela mulher que pode ser a perdição para toda a sua família.

Amor Nas Highlands é um romance de época recheado de clichês, mas exatamente do tipo que eu gosto viu. Marjorie é encantadora e cheia de opiniões bem fortes e atitudes o que me fez gostar instantaneamente da personagem. Já Graeme é um tanto diferente dos highlanders com os quais me habituei na ficção, sim ele é durão, mas a forma como se relaciona com os irmãos e a maneira com que se preocupa com seu povo, de forma tão aberta, foi realmente bem interessante. Além disso ele também passa por poucas e boas por conta de seu senso moral.

Não vou negar que essa série da Suzanne Enoch não chega nem perto de ser uma favorita dentro do gênero (ou mesmo da autora) para mim, mas mesmo assim eu amei a leitura por causa da construção do romance que foi muito bem feita assim como os personagens principais e secundários. Por exemplo, por mais de uma vez me estressei com os irmãos do Visconde, mas mesmo assim eu entendi bem o motivo da autora seguir por esse caminho. A acompanhante de Marjorie, Sra Giswell, é hilária e Dunncraigh continua sendo detestável.

A capa é maravilhosa, não há como negar que a Editora Gutenberg caprichou na arte. Além disso a diagramação está simples, mas charmosa, o que torna a leitura ainda mais fluida e graças aos deuses literários não encontrei quaisquer erros de tradução ou revisão que fossem relevantes ou atrapalhassem a leitura (algo que tem acontecido bastante com outras editoras!).

Amor Nas Highlands acabou sendo uma leitura leve, divertida e fluida, mas não passou disso, não acabou sendo uma história que me marcou e conquistou, mas mesmo assim adorei a narrativa e estar de volta nas Terras Altas da Escócia com alguns personagens que eu já conhecia e se você for fã do gênero pode apostar nesta leitura sem pensar duas vezes para passar algumas horas agradáveis na companhia de personagens divertidos.












Título: Amor Nas Highlands Série: Highlands Páginas: 256 | Autora: Suzanne Enoch
Tradutora: A. C. Reis  | Editora: Gutenberg | Ano: 2018
Comentários
4 Comentários

4 comentários :

  1. Olá!
    Essa capa é muito linda! ♥♥
    Eu ainda não li nada da autora, mas tenho vontade de conhecer essa série. A premissa me chamou bastante a atenção. E, eu gosto bastante desse gênero!
    beijos

    ResponderExcluir
  2. Oi, Jessie!
    Romance de época não é um gênero que costuma me despertar interesse, mas esse tem alguns elementos que gosto muito como, por exemplo, o fato da narrativa ser ambientada na Escócia. Tenho muito interesse por esse país e pelo contexto que cerca os highlanders, então eu acho que poderia encarar esse leitura pela curiosidade. Sua resenha está ótima, não me importei de ler os spoilers. Beijos!

    castelodoimaginario.blogspot.com

    ResponderExcluir
  3. Oi, tudo bem?
    Eu não costumo ler romances de época e não conhecia esse ainda, mas pela sua resenha parece uma história bem desenvolvida e a Marjorie parece ser bem cativante. Enfim, não é um livro que eu leria agora, mas gostei de saber mais sobre a obra.

    Beijos :*

    ResponderExcluir
  4. Tenho certeza que vou acabar apostando nessa série sim! Primeiro que sou fã de romances de época e fico sempre namorando livros do gênero. Segundo que conheci a autora através do livro Como se Vingar de um Cretino e amei a escrita dela, leve e divertida sem deixar de abordar assuntos importantes.

    Acho que vou gostar muito desse livro. Mocinhas fortes e determinadas são sempre bem-vindas e o fato do mocinho parecer ser menos "durão" que outros mocinhos de livros sobre clãs escoceses é um ponto positivo para mim. Gosto do fato de ele se importar com as outras pessoas e com aqueles que precisam dele.

    Bjs!

    ResponderExcluir