[RESENHA] Mosaico #1: Pertinácia


Oiii seus lindos, hoje vim falar para vocês um pouquinho sobre Pertinácia, da autora nacional Sue Hecker, e lançado pela Harlequin. Sei que demorei muito tempo para resenhar este livro, mas cá estou eu para contar o que achei da obra para vocês, então para saber um pouco mais, basta continuar lendo.

Rafaela é uma mulher que sempre teve de superar obstáculos para conseguir aquilo que queria, depois de ter passado a infância em um orfanato ela se muda para São Paulo em busca de seu sonho: trabalhar como enfermeira de crianças com necessidades especiais. É nesta cidade que ela acredita que sua vida está seguindo no caminho certo, principalmente quando acredita ter encontrado o amor, mas é por conta disto e de um erro estupido que a jovem se vê perdendo tudo e não faz a menor ideia de por onde recomeçar sua vida.

É neste momento frágil e sem norte que ela conhece Jonas, um advogado maravilhosamente sexy e vaidoso, que está mais do que disposto a seduzir Rafaela. Ela no entanto está mais do que disposta a ignorar a atração que sente por Jonas para não correr o risco de machucar de novo, a questão é: até quando ela conseguirá resistir ao charme do lindo advogado?

Temos aqui um grande clichê? Temos um grande clichê, mas ele é tão fofinho que nem faz diferença o que ele é, ou quantas histórias semelhantes existem, em diversos pontos Pertinácia é único e encantador. Tiveram alguns pontos que eu esperava mais ou esperava coisas diferentes, mas ainda assim eu adorei a história e os personagens.

A Rafaela é uma menina muito doce, por diversas vezes idiota, mas que cresceu bastante no decorrer da história, não só como mulher, mas principalmente como pessoa. O que eu mais gosto dela e que foi um traço que permaneceu até o fim, porque é a essência da personalidade dela, é que ela é muito cuidadosa com os outros, é dela cuidar das pessoas (por isto ela é enfermeira) e a forma como ela se dedica e faz as coisas pelos outros como se fosse não só a coisa certa a se fazer, mas como se fosse a única opção pra ela, porque ela nasceu para cuidar das pessoas, e por mais incrível que possa parecer este traço dela não faz ela ser submissa ou ser explorada por alguém e eu adorei como a autora trabalhou isto.

O Jonas por outro lado é bem senhor de si e de uma prepotência bem característica dos advogados (me desculpem os formados na área, mas grande parte dos advogados possuem uma prepotência natural), mas ele é uma ótima pessoa, um irmão zeloso, um tio cuidadoso, e um amante completamente apaixonado, e este ultimo fato dota ele de uma obstinação sem igual, e é por isso que quando ele percebe que gosta da Rafa ele faz de tudo para conquista-la, mas pra tudo ser completo ela precisa aceitar o mundo dele (que é um mundo um tanto quanto peculiar) e a forma natural com que ele apresenta seus gostos para ela foi muito interessante, porque mesmo que ele fizesse drama na própria cabeça (e ele faz alguns bons dramas na mente dele) para a Rafa ele demonstrava segurança e naturalidade e acredito que isto fez ela aceitar as coisas com tranquilidade.

Os personagens secundários são ótimos, e eu gostei bastante da família do Jonas (apesar de no inicio achar a irmã e o sobrinho dele um saco, mas depois eu entendi e fez muito sentido eles serem meio chatos) e o relacionamento deles com o casal principal é muito interessante e bem harmonioso.

Uma coisa que me incomodou bastante no livro, foi que eu achei algumas partes meio corridas, tanto que eu precisava voltar uma página para ver se eu que pulei algo ou se as coisas é que estavam tão corridas que me deram a sensação de que ficou faltando um pedaço, mas nada que fosse extremamente prejudicial.

A edição está bem lindinha, adorei a capa e a diagramação simples, as folhas são amareladas e a fonte de um tamanho legal, e por incrível que pareça eu achei pouquíssimos erros de revisão (algo que já reclamei bastante de edições da editora).

De uma forma geral é uma boa história, mas acredito que eu esperava bem mais porque eu li A Fênix de Fabergé antes, então minhas expectativas quanto a escrita da autora estavam altas, eu esperava mais envolvimento, mais descrições e que ela explorasse mais determinadas situações (principalmente sobre os gostos do Jonas), então acredito que pegar o livro esperando uma história que será interessante e sem tantas expectativas, vai tornar a leitura mais proveitosa.








Título: PertináciaSérie: Mosaico Páginas: 256 | Autor(a): Sue Hecker  
 | Editora: Harlequin | Ano: 2018

Comentários
12 Comentários

12 comentários :

  1. Olá, tudo bem? Ainda não conhecia esse livro, mas a premissa me pareceu bem interessante. É realmente uma pena que a obra não tenha sido tudo que tu esperava, é bem ruim quando isso acontece. Adorei a resenha sincera!

    Beijos,
    Duas Livreiras

    ResponderExcluir
  2. "Me desculpem os advogados"...Ah menina, tem nem que se desculpar não, que realmente muitos - óbvio que não todos- advogados são meio prepotentes sim.
    Eu não conhecia o livro, fiquei bem interessada na leitura da obra ao ler sua resenha, primeira que leio deste livro, uma pena que ele não tenha atendido a todas suas expectativas, isso sempre acontece quando lemos um livro maravilhoso de um autor e aí vamos ver outro, acabamos criando uma ilusão de que aquele também é perfeito.
    Eu pesquisei a capa - não consegui ver bem a imagem pela foto do POST e achei a capa dele bem bonita também.
    Parabéns pela resenha.

    ResponderExcluir
  3. eu adorei conhecer o livro ani apesar de nao ser um genero que leio frequentemente ele me interessou bastante

    ResponderExcluir
  4. Se fosse pela questão do clichê eu nem leria mais romance então para isto nem ligo também. Eu adoro clichês. O mais legal é que você falou super bem e escreveu tudinho, acho que é a primeira que vejo assim completa sobre este livro!

    ResponderExcluir
  5. Oi Aninha, eu não acho que ser clichê é um problema, eu amo histórias assim, sempre acabo me envolvendo demais na leitura hahaha. De qualquer forma, não conhecia a obra e fico feliz que a editora venha dando chance para autoras nacionais, obrigada pela dica!

    ResponderExcluir
  6. Olá!
    Eu comprei esse livro no final do ano passado, mas ainda não cheguei nesse momento da leitura da série. A Rafaela me chamou atenção no O lado bom de ser traída e fiquei curiosa para saber mais do envolvimento dela com o Jonas.
    Espero curtir!
    Beijos!

    Camila de Moraes

    ResponderExcluir
  7. Oi, Aninha!
    Li um outro livro da Sue e gostei bastante, coloquei esse na minha lista, mas não estou ainda muito certa se irei ler tão cedo haha acho que histórias com clichê são as que mais podem nos surpreender com a forma como lidam com o clichê, né? Enfim, achei legal que apesar de não superar suas expectativas você curtiu bastante a leitura :D
    Beijos!

    ResponderExcluir
  8. Oi, tudo bem?
    Eu não conhecia essa obra ainda e confesso que no momento não quero ler nada clichê, sabe? Mas ainda sim, eu gostei da dica, porque tem uns clichês tão fofinhos que conquistam a gente fácil, né? Os personagens parecem ser ótimos também, só uma pena ter algumas partes corridas.

    Beijos :*

    ResponderExcluir
  9. Oi, Aninha! Sinceramente, esse livro só me chamou a atenção por causa do título, já que é uma palavra pouco usada por aqui (até onde sei). Já a história, realmente é um bom clichê, se for bem aproveitado, dá uma ótima história. Não me interessou assim de cara, mas se tiver oportunidade, lerei com certeza.
    bjs
    Lucy - Por essas páginas

    ResponderExcluir
  10. Oi, tudo bem?
    Eu já tinha ouvido falar sobre esse livro e a autora, mas ainda não li. Confesso que não faz muito meu estilo, pois nunca fui muito fã de livros hot. A premissa não me conquistou e confesso que saber que foi tudo tão apressado me desanima mais ainda. Prefiro livros com um desenvolvimento mais gradual.
    De qualquer forma, adorei sua resenha!
    Beijos!

    ResponderExcluir
  11. Não conhecia a obra, mas confesso que depois de ler o post, fiquei interessado em saber da trama na íntegra, pois a temática me atraiu muito.

    ResponderExcluir
  12. Olá!
    Gravo livros pela capa, esse se não me engane já vi em outros blogs, mas gostei bastante da sua resenha, e fiquei bem curiosa em conhecer toda a história e também os outros volumes.

    ResponderExcluir