[RESENHA] A Boa Filha


Oiii gente, hoje eu vou contar para vocês sobre o livro A Boa Fiha, da autora Karin Slaughter, lançado no ano passado pela nossa querida editora HarperCollins Brasil. Bora lá saber um pouco mais sobre esse suspense?
Em uma velha casa de fazenda, a cozinha parecia abafada e úmida, nenhum móvel combinava com os demais, as paredes exibiam marcas antigas de quadros para fotos que não pertenciam a família, bem, o lugar mais sem amor do mundo. Era assim que viviam Charlotte, Samantha e seus pais, logo após o incêndio "acidental" que ocorrera em sua casa na cidade.

Dias após a chegada da família na casa, dois homens mascarados a invadem a procura do pai das garotas, Rusty, que é um advogado muito odiado na cidade por defender todo tipo de criminoso. Não achando o homem, que estava no fórum, os mascarados acabam matando Gramma, mãe das garotas.

Com tudo fora do planejado e Samantha reconhecendo um dos invasores, eles resolvem dar fim as duas irmãs, por saberem demais, e então, os dois começam a levá-las para uma floresta, sob a mira de um revólver, obrigando-as a fazer uma trilha para a morte.

No entanto, o ser consciente de um dos homens aparece, e ele começa a discutir com o outro sobre realmente não precisar matar as meninas, e no meio da discussão, Samantha insiste para que Charlotte corra e não olhe para trás, mas antes que possa distinguir a menina desaparecer em meio as árvores, Samantha ouve um disparo, e tudo começa a girar.

O livro já começa meio doido, mas complica mais, porque depois do primeiro capítulo, acontece um outro crime, que a Charlie está presente já adulta, em uma escola de ensino fundamental. Kelly Wilson, de dezoito anos leva uma arma para o local, e acaba matando uma criança e o diretor da escola (e digo que fica mais doido porque eu sabia que de alguma forma isso se ligaria ao passado da Charlie, mas parecia não ter nada a ver).

E antes de tudo, lendo esse livro eu realmente me senti dentro de uma investigação crimimal.  Costumo passar um tempinho diário assistindo ao ID (que é um canal que apresenta por 24 horas episódios sobre assassinatos e as investigações dos mesmos, com depoimentos de parentes das vítimas e tudo o mais) então meu cerébro já estava ali trabalhando em todas as hipóteses e detalhes dos assassinatos do livro (porque eu realmente me acho a perita forense kkkkkk). 

O Rusty, pai das meninas, acabou pegando o caso da Kelly, e ele foi um personagem que eu demorei para entender, mas que acabei simpatizando bastante, sempre cheio de piadas idiotas e fora do momento, mas também com uma história por trás, que acabou me cativando. Juro que não é um spoiler (está na premissa do livro), mas depois que esse crime acontece na escola, a Charlie precisa entrar em contato com sua irmã (que eu achei que estivesse morta, porque não li a premissa antes de começar o livro) já que elas não se viam há anos, para ter forças para passar pela situação.

E em meio a tudo isso, a confusão vai ficando mais louca, porque a Sam acaba tendo que pegar o caso e conversar com a Kelly, e com isso ela começa a perceber todos os furos presentes na história, uma imagem despercebida na câmera aqui, um detalhe perdido ali, informações erradas que estão vazando sobre o caso, e vai cada vez ficando mais complexo.

O livro só possui um capítulo com a Sam e a Charlie adolescentes, e demorei para me acostumar com a versão adulta de ambas (ou talvez não tenha me acostumado de fato), porque quando estavam juntas, agiam feito crianças, uma querendo chamar a atenção da outra e discutindo por motivos bestas, mas eu entendi que isso foi devido às várias lembranças e tensões trazidas a tona pela proximidade delas, além da própria tensão do caso.

Mas ainda com as brigas e as atitudes idiotas, eu gostei muito do livro, pois isso trouxe um lado emocional para a trama, pois junto ao caso da Kelly, elas descobriram coisas sobre o passado delas que não poderiam imaginar. Também puderam conversar sobre coisas que uma não sabia sobre a outra, depois de tantos anos longe, e confesso que até me emocionei com algumas partes (o que eu realmente não esperava). E entre as várias discussões entre elas ou com o pai, nunca imaginei que alguns diálogos e reflexões fossem me atingir tanto, claro que não pelos mesmos motivos, mas se enquadraram bem, no momento certinho.


A história focou nas duas irmãs e nos assassinatos, mas os outros personagens tiveram bastante espaço dentro de toda a trama, assim como seus dramas. Como o Ben, marido da Charlie, que ajudou bastante a resolver o caso, e a Lenore, melhor amiga de Rusty e Charlie, que tem um papel também importante.

Fiquei muito impressionada com o final da trama, pois não era nada do que eu esperava para o encerramento dos assassinatos (e meu orgulho se feriu aqui kkkk), a autora foi incrível ao juntas todas as peças no final, nenhum ponto ficou solto na história. Não darei muitos outros detalhes da história porque ficaria sem graça, pois uma coisa acaba puxando a outra (e porque a graça aqui é bancar o palhaço para a autora e ver que nada do que deduziu está correto).

A edição está incrível, tanto a arte da capa quanto o título são bem sugestivos para a trama. A diagramação é simples e o livro conta com nossas queridas folhas amareladas, não me lembro de ter achado erros de revisão, o que é incrível. Acho que o único problema é que os capítulos são exageradamente longos, não foi um problema tão grande assim para mim porque eu me afundei na leitura e acabei nem percebendo, mas sei que isso incomoda e desmotiva muita gente.

Bem, eu amei o livro, ainda mais por causa da coisa toda da investigação criminal e tudo mais, ganhei alguns detalhes sobre esses processos que eu ainda não sabia, além de conselhos que me serviram muito. Leiam, sério, é incrível!!








Título: A Boa Filha Páginas: 464Autor: Karin Slaughter 
Tradutor: Ana Filipa Velosa| Editora: HarperCollins Brasil | Ano: 2018


   


Comentários
7 Comentários

7 comentários :

  1. Quando li o título do livro achei que fosse um drama, dai eu vi que é um baita suspense, amo suspenses bem maluquinhos. E fiquei impressionada com a investigação. Mesmo sendo um suspense a parte de drama vem com as descobertas do passado da Kelly, acredite isso deixa o livro muito melhor!!!

    ResponderExcluir
  2. Oii
    Não sou muito de ler livros de suspense, pois não gosto muito do ritmo lento do começo de algumas histórias que li, mas achei bem interessante a premissa desse livro. E apesar de não ler muito o gênero, gosto muito de histórias de suspense e de investigação.

    Beijos!!
    ABOBRINHA COM CHOCOLATE

    ResponderExcluir
  3. Nossa, que coisa mais louca. Acabei ficando mais maluca lendo e me perguntando como que uma história assim pode ter terminado. A história já começa com uma ação eletrizante. Gosto de livros assim, que fazem ficar pensando e tentando descobrir o que acontece o tempo todo.

    ResponderExcluir
  4. Estou com esse livro na minha estante, desde o ano passado e ainda não consegui ler, mas estou com muita vontade e irei passá-lo na frente de alguns títulos que estão em minha lista, pois só andei lendo coisas boas sobre ele.

    ResponderExcluir
  5. Oi Mi,
    estou louca para ler esse livro, até solicitei ano passado mas meu exemplar deve ter se perdido em algum limbo, porque nunca recebi meus exemplares, esse ano estou me organizando para comprar alguns títulos muito desejados e já pretendo incluir este. Também sou fã de investigações e vivo assistindo séries e filmes do tipo, sem falar das leituras e saber que essa obra possui tantas qualidades narrativas me deixa ainda mais ansiosa para lê-la.

    Abraços!
    Nosso Mundo Literário

    ResponderExcluir
  6. Olá!
    Ainda não tive uma experiencia direta com suspense, não sei dizer bem se curtiria ler um. Mas sua resenha bem chamou bem a atenção, amo me transportar ao momento da história ainda mais quando se a crimes e temos que usar a mente junto com os personagens. Irei salvar e pesquisar mais sobre essa obra.

    ResponderExcluir
  7. Olá,
    realmente amei a edição deste livro, esta bem encantadora. Sou apaixonado por um suspense e esta obra parece ter todas as características que procura nas leituras que faço. Dica anotada

    ResponderExcluir