[RESENHA] Trilogia dos Príncipes #1: O Príncipe Corvo


Oiii seus lindos, a resenha de hoje é sobre um livro que eu estava namorando há séculos, mas que nunca achava um preço bacana e quando achei não pensei nem meia vez para adquirir: O Príncipe Corvo, primeiro volume da Trilogia dos Príncipes. Que foi lançado aqui pela GaleraRecord. E gente, o que eu posso dizer para vocês é que só lamento não ter começado a lê-lo antes, porque me encontro total e completamente apaixonada! Então para conferir o que eu achei da história é só continuar lendo.

O Conde de Swartingham é um homem difícil, que perdeu dois secretários na calada da noite por não aguentarem o mal humor constante e o comportamento rude do lorde, mas ele precisa encontrar um novo secretário com urgência, e talvez esta seja uma tarefa complicada, se considerar seu histórico.

Anna Wren é um viúva que vem tendo um dia difícil: quase foi atropelada por um cavalheiro extremamente arrogante e ao retornar para casa, descobre que as finanças da família não vão nada bem, então ela precisa fazer o inimaginável para uma mulher de sua posição: encontrar um emprego.

E é então que Anna começa a trabalhar para o conde, e os problemas de ambos parecem ter se resolvido. Até que ela descobre que o conde irá a Londres para atender as suas “necessidades masculinas” em um famoso bordel. Anna fica furiosa com a descoberta e decide que se o conde pode, ela também pode satisfazer seus desejos femininos, e assim, ela acaba tornando o conde seu amante, sem que ele saiba que sua amante é na verdade sua secretária.

Para início de conversa eu sempre achei as capas destes livros maravilhosas e foi com toda a certeza o que mais chamou a minha atenção para querer lê-los, e fico extremamente feliz em dizer que fiquei completamente apaixonada pela história, tanto quanto pela capa, se não mais.

A história segue um caminho lógico e no início fica realmente meio óbvio os caminhos que o enredo irá seguir, como na maioria dos romances de época. Mas a questão é que eu adorei a forma como a autora dispôs os fatos e como a mocinha simplesmente decidiu o que queria e foi atrás, ela não ficou ali esperando as coisas acontecerem.

É sensacional a ideia de que “se o conde pode satisfazer seus desejos masculinos, eu também tenho o direito de satisfazer os meus” e obviamente é revolucionário para a época em que se passa o enredo. E a forma como o relacionamento dos dois ocorre é maravilhoso também.

Outro ponto que eu gostei muito é que aqui quem tem problemas de autoestima e com a própria imagem não é a mulher, é o homem, e eu achei muito interessante porque as vezes fica parecendo que somente mulheres é que tem problemas com as próprias aparências, quando na verdade os homens também tem, e é um ponto que eu achei maravilhoso.

Quando eu comecei a ler eu ficava me perguntando porque príncipe corvo, achava que talvez tivesse algum fator místico e tal, mas a questão é que nos temos duas histórias em uma: a principal, que é do conde e de Anna, e a que se passa no início de cada capítulo, que é a do príncipe corvo, um livro que Edward, o conde, tem em sua biblioteca. A princípio não faz muito sentido o porquê de ter as duas histórias, e não sei se eu interpretei certo, mas se eu estou certa, este foi o ponto que me deixou ainda mais fascinada pela história.

A questão é que o príncipe corvo e Edward são pessoas que em algum momento de suas vidas foram enxergadas por algo mais do que aparentavam ser, é aqui que o título faz sentido, porque eles tem um estigma já pronto e alguém é capaz de enxergar para além das aparências, e eu realmente amei isto.

A sequência dos fatos na história é ótima e deixa a leitura fluida e rápida, e me fez devorar o livro em dois dias. Adorei a escrita da autora e obviamente o mundo que ela criou. Quanto a edição ela está maravilhosamente perfeita! A capa é maravilhosa, a diagramação é lindíssima, as folhas amareladas e a fonte em um tamanho confortável, e percebi pouquíssimos erros de revisão.


Em resumo foi uma leitura incrível e estou mais do que ansiosa para poder conferir os próximos volumes! Em breve venho contar para vocês o que achei de Príncipe Leopardo, que é o próximo volume da trilogia, e que mal posso esperar para saber se é tão apaixonante como o primeiro volume.








Título: O Príncipe Corvo Série: Trilogia dos Príncipes Páginas: 350 | Autor(a): Elizabeth Hoyt  
Tradutor(a):  Ana Resende  | Editora: Galera Record | Ano: 2017




Comentários
8 Comentários

8 comentários :

  1. Tudo bem? Esse não eé um tipo de leitura que me atraia com frequência, porém tive a oportunidade de ler por insistência de uma amiga e até que curti muito. Acho bacana quando saímos da zona de conforto e encontramos ótimas leituras.

    Excelente resenha. Beijos.

    ResponderExcluir
  2. Olá, Aninha.

    Confesso que suas considerações aguçou minha curiosidade a respeito dessa trilogia.
    Tenho que concordar com você, sempre é a mulher que tem algum problema com sua auto-estima, são poucos os livros que trazem personagens masculinos com tal problema.
    Anotei a dica aqui, espero conseguir lê-lo futuramente. Tomara que o segundo livro da trilogia lhe agrade!

    ResponderExcluir
  3. Este é um livro que desejo ler desde antes de ser publicado no Brasil, pois uma amiga de Portugal tinha lido e vivia me recomendando. Depois que a editora lançou a série completa eu também ficava torcendo por uma boa promoção, mas até agora não consegui adquirir. :( Sigo esperando a oportunidade.

    O mocinho tem diversos problemas com sua própria autoestima e gosto quando os autores trazem assuntos mais comuns, reais para suas histórias. E também me encantam as mocinhas revolucionárias, que estão além do seu tempo! Minhas protagonistas preferidas são sempre aquelas determinadas, guerreiras, donas de si.

    Bjs!

    ResponderExcluir
  4. Essa trilogia vai prometer, hein? Deve ser histórias surpreendentes e intensas, que atraem a curiosidade do leitor. Excelente dica.

    ResponderExcluir
  5. Oi Aninha, também já li esse livro e gostei muito, a premissa dessa mocinha que vai atrás do que quer é super interessante, assim como a história do livro do protagonista. Amei sua resenha.

    petalasdeliberdade.blogspot.com

    ResponderExcluir
  6. Olá! Eu já tinha visto resenha sobre a série por aí, mas confesso que nunca fiquei assim, super interessada, apear de gostar bastante de romances de época. Adoro romances de épocas que trazem protagonistas a frente de seu tempo. A história de Anna é bem bacana e a personalidade destemida e bondosa dela me surpreendeu positivamente. Espero mesmo poder ler e gostar como você!

    Bjoxx ~ Aline ~ www.stalker-literaria.com ♥

    ResponderExcluir
  7. Oi Aninha, tudo bem? Eu sempre vejo resenhas positivas demais sobre essa autora e fiquei super feliz em saber que contigo não foi diferente. Amo essas capas e pra mim trazem uma originalidade sem tamanho, gostei de conferir as suas impressões, com certeza me deixou animada para uma leitura no futuro, obrigada!

    ResponderExcluir
  8. que bom que vc curtiu a leitura. eu particularmente não gosto de leituras do gênero, então não me empolguei com a premissa... mas achei bacana essa particularidade de ser o homem com problemas relacionados a autoestima, sempre vemos mulheres nessa situação, como vc mesma apontou...

    bjs e espero que leia os seguintes ^^

    ResponderExcluir